COLUNAS



VENDEDOR DE SUCESSO

com


Salmir Ferreira


Avatar Salmir Ferreira
8 atitudes dos vendedores que podem sabotar as vendas
A forma como os profissionais em vendas se comportam pode acabar aproximando ou espantando o cliente.


Foto: Reprodução

Um dos fatores que mais contam na decisão do cliente é o atendimento que ele recebe na loja. A maneira como o vendedor recebe e orienta o consumidor pode fazer ele se encantar pelo produto e, consequentemente, querer levá-lo para casa. Por outro lado, o atendimento tem também o poder de arruinar uma venda. A forma como os profissionais da loja se posicionam e se comportam pode acabar espantando cliente.

No cenário atual, em que o consumidor pode comprar o que quiser pela internet, se ele efetivamente vai até à sua loja, está realmente disposto a comprar. Você não vai querer que falhas no atendimento façam você perder essa oportunidade, certo?

Então, conheça a seguir as oito ações dos vendedores que prejudicam as vendas e confira dicas que podem ajudá-lo a evitar esses erros.

1. Não cuidar da aparência pessoal

Camisa amassada, cabelo desarrumado, manchas no uniforme. Esses são alguns fatores que demonstram desleixo do vendedor e passam a mensagem de que ele simplesmente não se importa como os outros o enxergam. O cliente não vai se sentir confiante em receber orientações e muito menos em comprar de alguém que não sabe cuidar nem de si mesmo.

Dica para o vendedor: Cuidar da aparência é importante para passar uma imagem profissional. Cuide de suas roupas e de sua higiene pessoal. Isso vai fazer os clientes desejarem ficar perto de você (e não o contrário, querer fugir de você).


 
2. Insistir para o cliente levar uma determinada marca

O vendedor pode indicar uma ou outra marca, mas a decisão final deve ser sempre do consumidor. Nada mais chato do que aquele profissional de vendas que insiste que o cliente leve determinada marca. Isso pode ter efeito contrário e fazer ele desistir de vez da compra – e, pior, ir para o seu concorrente.

Dica para o vendedor: Não foque a negociação apenas em uma marca. Conheça as diversas marcas que a loja oferece e entenda qual delas se encaixa melhor na necessidade do cliente (e não de acordo com seu gosto pessoal).
 
3. Teimar e querer estar sempre certo

Uma coisa é conhecer o produto, outra, bem diferente, é ter necessidade de estar sempre certo. Um vendedor que teima com o cliente não está provando seu conhecimento, está apenas mostrando que não tem humildade. Com o volume de informação disponível hoje em dia, torna-se cada vez mais comum que o cliente saiba mais que o próprio vendedor. É preciso entender isso e, se achar que o cliente está falando algo errado, tentar demonstrar com paciência a informação correta.

Dica para o vendedor: Saiba quando reconhecer que está errado ou que não sabe determinada informação. Essa postura vai fazer com que o cliente o respeite muito mais do que se você ficar batendo de frente com ele.
 
4. Dizer que a loja não está em promoção naquele dia

Ao afirmar isso, o vendedor está dizendo ao cliente de que aquela não é a melhor época para comprar na loja. Praticamente convidando-o a ir embora. Além disso, o consumidor pode se sentir desconfortável, pois o vendedor deixa entendido que ele não tem como comprar se não for com desconto. Esse tipo de afirmação vai não só afugentar o cliente, como também ofendê-lo.

Dica para o vendedor: Nunca assuma que alguém não pode comprar um produto de sua loja. Julgar pela aparência é um erro e também uma falta de respeito. Você pode perder grandes oportunidades por conta disso.


 
5. Ficar mexendo no celular o tempo todo

Nada pior do que tentar conversar com alguém e essa pessoa ficar dividindo a atenção entre você e o celular, não é mesmo? Não dá para querer que o cliente ainda tenha interesse em comprar depois de ser atendido por um vendedor que fica checando o Facebook o tempo todo e enviando mensagens pelo WhatsApp ao mesmo tempo em que “atende” o cliente.

Dica para o vendedor: Mostre ao cliente que ele é a sua prioridade naquele momento. Deixe o celular no silencioso e não mexa nele. Só use o aparelho caso queira demonstrar uma funcionalidade, por exemplo.
 
6. Não ter entusiasmo quanto aos produtos

Um cliente entra empolgado na loja pensando em comprar um determinado produto. Porém, ao falar sobre ele, o vendedor é apático e não demonstra empolgação nenhuma. Esse balde de água fria pode ser suficiente para o que o consumidor desista da compra. Afinal, se nem quem vende se sente animado quanto aquele item, por que alguém iria querer adquiri-lo?

Dica para o vendedor: Seja apaixonado pelos produtos que a sua loja oferece, defenda-os, demonstre empolgação quanto às possibilidades que eles proporcionam. A paixão contagia e ajuda a vender.
 

7. Demonstrar má vontade e irritação

Pode parecer óbvio, mas esse erro é muito comum em algumas lojas. O cliente pede para ver outro modelo ou solicita algum produto que precisa ser buscado no estoque. Pronto: o vendedor já faz cara feia e sai bufando pela loja. Você acha mesmo que o consumidor vai ter vontade de comprar com essa pessoa mal-humorada? Claro que não.

Dica para o vendedor: O seu papel é atender o cliente. Se ele pedir várias coisas, significa que está interessado na compra. Ao invés de reclamar, comemore, e não deixe escapar essa oportunidade de venda
 

8. Não falar a língua do cliente

Muitas vezes, os clientes entendem todas as características técnicas dos produtos. Porém, em algumas situações, falar da quantidade de pixels ou watts é o mesmo que falar grego para o consumidor. Não adianta ter um alto conhecimento das especificidades do produto se não souber traduzir para a realidade do cliente. Se sua loja não fizer isso, o consumidor irá encontrar alguma que faça.

Dica para o vendedor: Procure entender as necessidades específicas do consumidor e informe as características de modo que ele veja os benefícios das especificidades técnicas. Exemplo: ao invés de dizer que o celular é dual chip, diga ao cliente que ele poderá economizar ligando para diferentes operadoras.
 
Com essas dicas você vendedor não sabotará as suas vendas e mostrará ao seu cliente que está preparado para uma negociação campeã.

Para um treinamento completo para a sua empresa visando à maestria no atendimento com foco em resultados e lucros contrate o Treinamento em Vendas Vendedor de Sucesso. Um grande abraço e até semana que vem.

Sobre Salmir Ferreira

Administrador e treinador em vendas.

É administrador, empresário, reprogramador mental, neuro-coaching e treinador em vendas. Trabalhou no Grupo Gazin como consultor em vendas, vendendo para o grupo acima de R$ 3 milhões de reais em três anos. Acredita que a profissão atual, e do futuro é vendas, pois precisamos vender idéias à sociedade e estar preparado para vendas é o hábito do vendedor de sucesso.


Sobre a Coluna

Vendedor de Sucesso



COMENTÁRIOS