COLUNAS



VENDEDOR DE SUCESSO

com


Salmir Ferreira


Avatar Salmir Ferreira
Veja porque é importante fortalecer o relacionamento com os profissionais de sua loja
Empresas de sucesso criam relacionamentos interpessoais entre os seus colaboradores.


(Foto: Reprodução)

Em um mundo cada vez mais digital, terão sucesso as empresas que conseguirem humanizar o relacionamento com seus clientes.

Porém, esse foco não deve estar apenas nas relações da loja para fora – o relacionamento interno entre a equipe também precisa estar centrado em ações e características humanas.

Como fazer isso? Tim Leberecht, especialista em liderança e autor do livro Romantize seus negócios, indica que para criar relacionamentos significativos entre os profissionais de uma empresa é essencial adotar os quatro posicionamentos citados a seguir:

(Foto: Reprodução)

1 – Faça o que não é necessário

Muitas organizações são focadas em fazer apenas o que é estritamente necessário. Nada que não traga algum resultado concreto e objetivo entra para a lista de prioridades. Porém, Leberecht destaca que ações inesperadas têm um poder imenso para engajar as pessoas.

O especialista aconselha a sempre pensar muito bem na hora de cortar o que você considera “desnecessário”, pois um simples gesto fora do comum pode ser fundamental para criar um vínculo mais forte com seus profissionais.

Na prática:

Ações como distribuir um vale-presente para os colaboradores em um dia comum, oferecer um presente inesperado ou escrever à mão um bilhete de agradecimento, por exemplo, pode parecer algo desnecessário, mas o impacto que isso trará na forma como os profissionais se sentirão é imenso.

2 – Crie intimidade

“O pesquisador na área de casamentos John Gottman diz que o segredo para uma relação saudável não são os grandes gestos ou promessas, mas sim os pequenos momentos de afeto e ligação. Em outras palavras, intimidade”, frisa Leberecht.

Nesse mesmo sentido, ele comenta que diversos estudos mostram que a forma como nos sentimos em relação ao nosso ambiente de trabalho depende diretamente dos relacionamentos que temos com nossos colegas. Daí a importância de, assim como no casamento, criarmos intimidade também na forma como nos relacionamos no trabalho.

Na prática:

O gestor da loja pode ajudar criando oportunidades para que os profissionais (incluindo ele mesmo) conheçam melhor uns aos outros e para que eles atuem de forma mais colaborativa. Seja por meio de uma atividade como uma celebração, evento ou viagem, ou mesmo em dinâmicas de grupo com o objetivo de integrar a equipe (como as indicadas aqui: bit.ly/dinamicas-comunicacao).

(Foto: Reprodução)


3 – Exponha o que é “feio”

Expor o que é feio significa enfrentar os problemas de frente. É comum que algumas empresas tenham medo de pedir a opinião dos funcionários (ou dos clientes) com medo do que eles possam dizer.

Segundo Leberecht, se você quer criar uma cultura mais positiva em sua empresa, é fundamental que esteja disposto a escutar e expor não só as qualidades da operação, mas também os problemas que a organização enfrenta. A chamada “verdade nua e crua”.

O escritor frisa que o que é “feio”, muitas vezes, pode ser o que fará a empresa evoluir. Trazendo para o seu contexto, podemos dizer que ao expor e enfrentar os problemas que sua loja precisa resolver, você estará, junto com os colaboradores, fazendo o seu negócio ser cada vez melhor e, assim, vocês poderão crescer juntos.

Na prática:

Reúna os profissionais da loja e não tenha medo de perguntar a eles quais são as dificuldades que eles enfrentam no dia a dia e o que eles acham que poderia melhorar na estrutura do negócio. Para deixá-los ainda mais à vontade, você pode criar um esquema para que eles deem sugestões de forma anônima.


4 – Seja incompleto

Ser uma empresa incompleta pode não parecer uma coisa boa. Mas Leberecht ressalta que ser incompleto significa estar em busca de desenvolvimento e evolução constante e, isso, por sua vez, pode ajudar a criar um relacionamento mais forte com os colaboradores.

Os profissionais de sua loja se sentirão mais fortemente parte da organização se eles perceberem que estão contribuindo para os resultados do negócio. É esse tipo de sentimento que faz os colaboradores verdadeiramente “vestirem a camisa” da empresa.

Na prática:

Nesse sentido, envolva os funcionários em ações focadas no crescimento da empresa. Por exemplo: compartilhe metas e inclua os profissionais da loja nas decisões e na criação de estratégias. Mostre a eles os objetivos que a empresa tem, para onde ela está indo, e peça ajuda deles para chegar lá.   

Segundo Leberecht, esses quatro posicionamentos são também características comuns em qualquer relacionamento humano e também é o que nos faz chamar um lugar de lar. Em casa, nos sentimos à vontade para criar intimidade, fazer gestos “desnecessários”, falar a verdade e sermos “incompletos”. Com essas dicas, ele espera que mais e mais empresas possam ter colaboradores que se sintam em casa também no ambiente de trabalho.  

Colocando em prática essas dicas com a sua equipe a sua empresa crescerá em nível de relacionamento humano e atingirá as metas que fazem parte da organização devido à união do time.

Fonte: Portal Giro

Sobre Salmir Ferreira

Administrador e treinador em vendas.

É administrador, empresário, reprogramador mental, neuro-coaching e treinador em vendas. Trabalhou no Grupo Gazin como consultor em vendas, vendendo para o grupo acima de R$ 3 milhões de reais em três anos. Acredita que a profissão atual, e do futuro é vendas, pois precisamos vender idéias à sociedade e estar preparado para vendas é o hábito do vendedor de sucesso.


Sobre a Coluna

Vendedor de Sucesso



COMENTÁRIOS