POLÊMICA

Vigia do HMI se defende e faz esclarecimentos após acusações de paciente
Em mensagem, vigia é acusado de ameaçar bater e expulsar acompanhante de paciente; Ele desmente e dá sua versão.




Francisco Portela de Amorim, 54 anos.

Na manhã desta sexta-feira (18), uma mensagem passou a ser muito compartilhada em grupos de whatsapp, nela uma pessoa, não identificada, afirmava: "O vigia de nome Portela gritando com uma acompanhante no corredor. O mesmo a ameaça de dar porrada na cara dela se ela o xingasse de novo. Ele ia pra cima dela e dizia "sua fudida"".

A mensagem prossegue afirmando, "disse que se ela não se calasse ia expulsar ela do hospital, como se fosse dele (...) ele pegou uma pessoa filmando e foi pra cima da pessoa tomou o celulares e apagou o celular do rapaz."

A mensagem repercutiu bastante, muitas pessoas chegaram a ficar revoltadas com os relatos. Ao ter conhecimento do fato, o vigia do Hospital Municipal de Itaituba (HMI) Francisco Portela de Amorim, de 54 anos, se defendeu e disse que o autor da mensagem mentiu. "O autor dessa mensagem ficou chateado comigo por quê queria entrar com paciente sem necessidade, a emergência estava superlotada e a paciente estava bem, eu não permiti. Ele achou ruim, até me xingou e ficou falando besteira lá fora." Afirma

Sobre a discussão com a mulher, Portela disse que a mulher acompanhava a filha gestante. "Eu proibi o genro dela (marido da gestante) de ficar na enfermaria de mulheres, inclusive, ele estava tirando a roupa lá dentro pra tomar banho. Por isso ela ficou com raiva e começou a me xingar, falar palavras de baixo calão pra mim."

Portela também falou do fato de ter dito que expulsaria a mulher do hospital. "Eu realmente disse pra ela parar de me xingar, por que se não eu ia sentar a mão na cara dela, eu não tenho sangue de barata. Eu também falei que ia expulsar ela, por que assim rege as normas do hospital, se alguém está fazendo escândalo a norma é colocar pra fora ou chamar a polícia." finalizou

Portela trabalha no Hospital há 3 anos.

Fonte: Portal Giro




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM