POLÊMICA

Parada em fila dupla é "sempre rapidinha", mas vem causando transtornos em Itaituba
"A gente tem de esperar a boa vontade dos pais saírem de dentro da escola para tirarem seus carros do meio da rua." Reclama uma mãe de aluno




Engarrafamento na frente de Colégio em Itaituba.

Ontem o Giro compartilhou um vídeo de nossa Redatora, em uma rede social, onde ela reclamava dos constantes engarrafamentos em frente a escola de seu filho. Motoristas que param em fila dupla, pessoas que largam o carro no meio da rua e saem para deixar ou buscar crianças no colégio e os inúmeros transtornos que essa prática causa à via, que é bastante movimentada nos horários de entrada e saída dos alunos.

Poucos depois de nosso compartilhamento, passamos a receber muitos comentários de pessoas que dizem enfrentar a mesma dificuldade em outros pontos da cidade, na entrada e saída de diversas escolas e afirmam que a situação atrapalha muito o trânsito.

"Mano, ali é o cúmulo passar nesses horários. Povo para e sai do carro. A gente tem de esperar a boa vontade dos pais saírem de dentro da escola para tirarem seus carros do meio da rua. " Disse, um seguidor do Portal.

"Na escola Marechal Rondon é do mesmo jeito. Os pais se acham os donos da rua. "

"Escola Anchieta, 8ª rua é a mesma coisa."

"Em frente a escola Cecezinha é a mesma coisa todo dia. As vezes eles nem obedecem a faixa e temos que esperar a boa vontade de alguém deixar a gente passar ou esperar os carros pararem de passar e olha que a rua é estreita." Foram diversas pessoas relatando os mesmos transtornos, em inúmeros locais da cidade.

Horário da saída de alunos.

Em diversos pontos da cidade, a cena é a mesma quase todos os dias; começa nos horários de embarque e desembarque de estudantes em frente as escolas e a fila se forma em questão de minutos. Transtorno para motoristas que passam pela via, pais, funcionários e pedestres.

A melhor saída seria a fiscalização para orientar os motoristas. “Se tivesse um policiamento para controlar iria facilitar para todo mundo”, desabafa um motorista que, todos os dias precisa passar pela via e vê a cena se repetir, semana após semana.

O Giro procurou algum responsável pela fiscalização de trânsito na cidade e conseguiu conversar com Jean, do Comtri, que, atencioso, esclareceu alguns pontos.

"No começo do ano letivo, estivemos na frente de algumas escolas e fizemos diversas autuações, em decorrência de estacionamento em fila dupla, pisca alerta ligado, que são infrações que o condutor, habilitado conhece. Essa questão aí é muita falta de educação e respeito do condutor. As escolas já orientaram os pais, em reuniões. Mas, os pais não respeitam porque não querem parar a uma distância de 300 metros para buscar seus filhos." afirma o agente

No final das contas, a solução seria muito fácil se cada um pensasse coletivamente.

"Sabemos que quando paramos nosso carro em fila dupla ou deixamos o pisca alerta ligado e saímos do carro, naturalmente, estamos atrapalhando alguém e piorando as condições do trânsito da nossa cidade. Isso, independente de ser na porta das escolas, em frente aos bancos e farmácias ou lanchonetes. Talvez, um pouco de empatia no trânsito caísse bem para amenizar as dificuldades enfrentadas, diariamente, por cada um de nós." reconhece uma mãe de aluno

Fonte: Portal Giro


Participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM