ESPORTES

Garoto de Jacareacanga participa de seletiva para jogar no Flamengo
O jovem passará uma semana no Rio de Janeiro fazendo alguns testes no Ninho do Urubu.


Nicolas Enaldo Lopes Oliveira, de apenas 11 anos. (Foto: Acervo Pessoal)

Decerto, a maior parte dos jovens brasileiros tem como sonho ser um jogador de futebol, desde a 'pelada' na rua, jogos internos na escola, em pequena ou grande escala, as crianças nascidas no país já apresentam uma paixão por futebol. Os grandes ídolos mais lembrados nesse cenário são os jogadores renomados, como Messi, Cristiano Ronaldo, Neymar, Ronaldo Fenômeno, Káká, Ronaldinho Gaúcho, e outros.

Contudo, poucos são os que alcançam o caminho do sucesso dentro das quatro linhas. Todavia, para o pequeno Nicolas Enaldo Lopes Oliveira, de apenas 11 anos, o sonho está prestes a se tornar realidade, isso porque ele passou na peneira do Clube de Regatas do Flamengo, e em março deve estar se apresentado ao time.

Os testes até a vaga no Flamengo 

Seu primeiro teste foi realizado quando tinha apenas 8 anos de idade, em uma pré-peneira que aconteceu em Jacareacanga. Nesta ocosião, Nicolas conheceu uma das primeiras pessoas que iria ajudá-lo à participar de vários outros testes: Edson Juruti. Na época, o menino era o menor entre os demais participantes, nem mesmo tinha a idade para fazer o teste, mas abriram uma exceção para que o mesmo pudesse ir até Santarém, e passou na primeira peneira para o Internacional.

Através de Edson Juruti, Nicolas foi apresentado à Tiago Amorim, um olheiro de grande renome em Santarém. Mediante o grande conhecimento na área e os contatos que o Tiago possui, o mesmo começou a colocar Nicolas para participar de várias peneiras, sendo observado por muitos clubes. Desse modo, o olheiro conseguiu fazer outras peneiras nas quais Nicolas foi avaliado.

Então, a família de Nicolas recebeu uma mensagem de Tiago marcando a apresentação do pequeno em um dos maiores clubes de Futebol do país, o Flamengo. Atualmente, Nicolas tem 11 anos e se apresentará no mês de março no Clube de Regatas do Flamengo, onde passará uma semana de intensos testes para jogar no Sub-11 do time.

Todavia, a rara oportunidade de fazer o teste veio juntamente com alguns gastos que os familiares terão que custear para que Nicolas possa ir para a apresentação no Ninho do Urubu, estes que serão despesas com estadia, passagem e transporte no Rio de Janeiro.

"Minha família e eu estamos correndo atrás para que aconteça, pois, precisamos arcar com as passagens, estadia e todos os outros custos," disse a mãe de Nicolas.

Sobre Nicolas

Filho de Gecimara Lopes e Josemar Silva Oliveira, Nicolas nasceu em 11 de março de 2008 no município de Jacareacanga, sudoeste do estado Pará. Aos 7 meses já apresentava uma grande afinidade com a bola e sempre acompanhava o pai no campo de futebol. 

A mãe do pequeno jogador afirma que o seu pai, Genivaldo Lopes da Silva, avó do Nicolas, foi um dos melhores laterais direito da cidade e que todos os homens da família são atletas, e até mesmo ela sempre gostou de jogar futebol, assim como o pai do jovem que já foi considerado um dos melhores Meio de Campo da região.

Sem muito tempo de ver a evolução do seu filho em campo, mas sempre o apoiando, Gecimara conta que perdeu as contas de quantas bolas teve que comprar para Nicolas e afirma que as pessoas da cidade o reconheciam pelo seu talento no campo.

"As pessoas sempre perguntavam se um "rapazinho moreninho" que jogava muita bola era meu filho. E eu sempre achava que era, pois, ele sempre estava jogando. Ele amava o campo, e quase nunca ficava em casa. Essa vontade de sempre estar jogando só mostrava o quanto ele era dedicado ao futebol, e continua sendo." conta a mãe. 

Nicolas em um dos treinos. (Foto: Acervo Pessoal)

A primeira vez que a mãe teve a oportunidade de assistir Nicolas jogando foi em uma disputa que ocorreu entre os times de Jacareacanga (PA) e Apuí (AM), neste momento, teve a certeza de que seu filho realmente era habilidoso com a bola nos pés, algo quelhe deixou surpresa.

"Acredito que se eu tivesse problema de coração, teria tido um infarto. O que ele fez naquele jogo me deixou surpresa com o talento que todos já tinham me falado, mas ainda não tinha visto. Queria eu ter, pelo menos um pouco da habilidade que ele tem com a bola", destacou Gecimara.

Para ajudar Nicolas a realizar seu sonho de participar do teste no Ninho do Urubu, no Rio de Janeiro, e saber um pouco mais da história do pequeno, basta entrar em contato com Gecimara, mãe do menino, através do Whatsapp clicando AQUI ou ligar para (93) 98405-0198.



Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






ESPORTES  |   07/06/2021 10h02

Itaituba - PA
 

ESPORTES  |   01/05/2021 09h55