SAÚDE

Respirando com ajuda de aparelhos, itaitubense luta pela vida em São Paulo
Há poucos dias Junior sofreu parada respiratória e chegou a ser dado como morto por alguns minutos, até ser reanimado.



O jovem José Ribamar Torres Ferreira, mais conhecido como Júnior, de 24 anos, que vem lutando, desde 2014, contra uma doença rara, denominada Neurofibromatose Tipo 2, sofreu uma parada respiratória no dia 25 de outubro, por volta das 18h30, quando estava na UTI, ficando cerca de 5 minutos sem vida, mas foi voltou após diversas tentativas de reanimação realizadas pela equipe médica.

"Ele estava no leito, no aparelho que o ajuda a respirar, aí o aparelho desligou e, nesse momento, ele ficou em oxigênio, pois deu problema no aparelho, então ele foi reanimado com um balão manual de oxigênio", disse Luma, irmã de Júnior.

Em entrevista ao Giro, Luma, irmã de Júnior, afirmou que o mesmo encontra-se em estado de saúde estável, estando em observação, pois recebeu alta, foi liberado da UTI e está esperando apenas que seja disponibilizado um leito para que o mesmo retorne ao quarto da enfermaria.

"O problema só está na respiração, pois está muito ofegante, por isso, estão fazendo exame da secreção que sai da traqueal dele para ver se é alguma bactéria ou o que realmente está provocando, mas ainda não saiu o resultado, pois o Dr. disse que são necessários cinco a sete dias para sair o resultado", disse Luma.

"O estado de saúde é estável, mas fica em observação, porque é como o Dr. fala o Júnior está bom de manhã, mas quando é de tarde muda o quadro, porque é um quadro delicado, então tem que estar sempre em observação", finalizou a irmã.

Conforme informado, o jovem é a oitava pessoa no Brasil acometida pela doença e sofre com a mesma desde 2014 quando foi diagnosticado em Brasília (DF). Em vista disso, José já passou por diversos procedimentos cirúrgicos, inclusive, a cirurgia mais recente foi realizada para remoção de tumor que estava localizado no cérebro, com medida de 5,5 cm, no dia 11 de outubro. Por isso, o mesmo encontra-se em tratamento no hospital da Universidade São Francisco (USF), em Bragança Paulista, São Paulo.

Devido a pouca condição financeira e os custos serem consideravelmente altos, os familiares e amigos de Júnior tem realizado rifas para arrecadar dinheiro, e o mesmo tem recebido muitas doações que auxiliam no custeamento dos gastos.

Desse modo, a família pede que quem puder ajudar, seja com dinheiro ou itens necessários para higiene pessoal e outros, que deposite (em caso de valores) na conta poupança disponível abaixo, ou entre em contato pelo número (93) 99218-3799. Quer falar com a família pelo Whatsapp? Clica AQUI.

Conta para depósito e/ou transferência:

Banco: Caixa Econômica Federal
Agência: 0552
Operação: 013
Conta: 00044385-2
CPF: 956.549.842-68
Nome do Beneficiário: José Ribamar Torres Ferreira

Fonte: Portal Giro




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM