TRÂNSITO

Mulher grávida sofre acidente e grita de dor devido demora no atendimento em Itaituba
Demora de cerca de 45 minutos fez com que populares tentassem levar a mulher por conta própria, improvisado em uma rede.


Acidente em Itaituba. (Foto: Alécio Freitas/ Portal Giro)

Na manhã desta quinta-feira (23), por volta das 9h30, uma mulher grávida de sete meses sofreu um acidente na Vigésima Sexta rua, após a travessa Raimundo Preto, bairro Bom Remédio. Conforme informado, a mulher identificada como Daiana Cristina, seguia em uma motocicleta, modelo Bis de cor vermelha, com seu esposo, quando um cachorro teria atravessado a rua e acabou provocando o acidente.

"O cachorro atravessou a rua para latir para outra pessoa que estava passando, no mesmo momento que eu, e ele entrou de bairro da moto e como levantou a moto eu perdi o equilíbrio, então, caímos, ela caiu por cima de mim", disse o esposo de Daiana.

Veículo onde a vítima estava com o esposo. (Foto: Alécio Freitas/ Portal Giro)

A vítima ficou gritando deitada ao solo no local, devido estar sentindo fortes dores. Inicialmente, foi socorrida por um médico cubano que passava na via no momento do acidente.

Os moradores acionaram o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e o Corpo de Bombeiros para atender a mulher grávida, que demorou cerca de 45 minutos para chegar ao local. Em consequência da longa demora, e a vítima estar gritando de dores, populares planejaram levá-la para o Hospital Municipal de Itaituba (HMI) por meios próprios, para isso, acomodaram a mesma em uma rede e iriam colocá-la na carroceria de um carro.

Médico Cubano realizando os primeiros atendimentos à vítima. (Foto: Alécio Freitas/ Portal Giro)

Antes dos populares levarem a mulher para o HMI, após quase uma hora de espera, uma ambulância do SAMU e uma caminhonete do Corpo de Bombeiros chegaram ao local e os profissionais continuaram os atendimentos necessários.

Acidente em Itaituba. (Foto: Alécio Freitas/ Portal Giro)

Os bombeiros levaram uma prancha que foi solicitada pelos populares. A mulher foi encaminhada ao HMI na ambulância do SAMU, apresentando suspeitas de lesão na coluna, em consequência do forte impacto ocasionado pelo acidente.

Motivo para a demora no atendimento

Segundo informações repassadas, no momento do ocorrido as viaturas do Corpo de Bombeiros não estavam disponíveis, porque estão quebradas, impossibilitando que os militares pudessem atender a ocorrência, além disso, profissionais do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) estariam realizando outro atendimento no Residencial Wirland Freire, por isso demoraram a socorrer Daiana.

Fonte: Portal Giro


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



TRÂNSITO  |   08/08/2022 20h13

Itaituba - PA
 




TRÂNSITO  |   15/06/2022 16h01


TRÂNSITO  |   08/06/2022 18h05

Itaituba - PA