POLICIAL

Empresário que atropelou e matou assaltante durante perseguição não será indiciado
'ele é vítima', diz delegado; O empresário disse que não conseguiu parar o veículo, por isso passou por cima do assaltante.




Polícia Militar e Grupo Tático Operacional estiveram no local para resguardar a cena do crime. (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

O empresário Elielson Costa dos Reis, que atropelou e matou um assaltante durante perseguição na tarde deste domingo (23), na avenida Dom Frederico Costa próximo à avenida Castelo Branco, bairro Santana, em Santarém, oeste do Pará, foi liberado logo após prestar esclarecimentos na 16ª Seccional de de Polícia Civil. De acordo com o delegado plantonista, Herbert Farias Jr, o empresário não será indiciado porque o atropelamento não teria sido intencional.
 

"O empresário tinha acabado de ser vítima de assalto juntamente com sua esposa quando se preparavam para fechar a distribuidora deles na tarde de domingo. Ele contou que realmente saiu em perseguição aos bandidos que estavam de moto, mas não tinha a intenção de matar ninguém e sim de recuperar o dinheiro roubado do comércio. Mas os assaltantes bateram com a moto na sarjeta, caíram e o condutor do carro não conseguiu frear, por isso passou cima de um deles. Ele é vítima", disse o delegado.


No relato feito pelo empresário, ele já se preparava para fechar o estabelecimento localizado na Av. Rosa Passos, bairro Santíssimo, quando um jovem chegou pedindo um caixinha de cerveja. O empresário virou de costas para pegar o produto e, nesse momento, o jovem sacou uma arma e anunciou o assalto exigindo que a esposa do comerciante entregasse a bolsa onde estava guardando a renda do dia, pouco mais de R$ 3 mil.

Conforme informado, quando o empresário virou de frente o assaltante mandou que ele tirasse o cordão de ouro e o relógio de pulso que usava e lhe entregasse. Houve discussão, o assaltante teria tentado fazer um disparo, mas a arma teria falhado. Foi nesse momento que o assaltante correu com o dinheiro do assalto para fora da distribuidora, onde o comparsa identificado como Raunir Miranda da Silva, 28 anos, o aguardava em uma motocicleta.

O empresário entrou em sua caminhonete e saiu em perseguição aos bandidos. Na fuga, o condutor teria perdido o controle da motocicleta batendo na sarjeta. Os dois teriam caído, um na pista e outro no canteiro central, quando aconteceu então o atropelamento.

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra que Elielson Reis deu a volta no quarteirão após atropelar Edenilson Ribeiro. Ele para o veículo na esquina, sai correndo e vai até o local onde o corpo de Edenilson está caído. Depois, vai em direção a Raunir. Houve uma confusão com populares que se aglomeraram no local. Elielson vai até o corpo de Edenilson e depois corre atrás de Raunir.

Raunir não foi atingido por tiros. Ele foi pego por populares e imobilizado até a chegada da polícia. Raunir foi preso e deve passar por audiência de custódia ainda nesta segunda-feira (24).

A motocicleta usada por Raunir e Edenilson, segundo a polícia, é produto de roubo e foi apreendida. A polícia também apreendeu o revólver usado no assalto.

Fonte G1 Santarém 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM