SAÚDE

Bebê de 50 dias é salva por policiais após sofrer asfixia durante o sono em Itaituba
A pequena estava em uma espécie de apneia do sono.




Pimentel e sua equipe estavam no local certo na hora certa. (Foto: Reprodução)

Ney Rocha e Keila Bezerra são os pais da pequena Antonella, de apenas cinquenta dias de nascida. Enquanto o pai trabalha fora, a criança fica aos cuidados da mãe. A surpresa que deixou a família em pânico aconteceu na tarde de sábado. Antonella dormia sozinha no quarto quando o pai chegou e foi até ela, encontrando a filha em um tipo de apneia, com a respiração interrompida. O desespero foi imediato.

Nesse episódio, aconteceram vários eventos por puro acaso, que podem ser explicados assim: O cabo da PM Pablo Pimentel coordena o CQB Alfa Bravo, um grupo de aficionados do air-soft, esporte que usa equipamentos não letais que simulam armamento real. Durante uma competição que não era para aquele dia, ele percebeu a correria na casa de Keila e foi ver do que se tratava.

 (Foto: Reprodução)

Naquele momento, segundo relata o policial, não havia tempo para pensar duas vezes. Ele realizou alguns procedimentos de massagem cardíaca, amenizando a situação da pequena. Porém, como ela não esboçou nenhuma reação, o Cabo precisou levá-la ao Hospital Municipal de Itaituba, com ajuda do seu colega de trabalho. Era preciso agilidade e velocidade para reanimar a pequena paciente, e chegar ao hospital a tempo de salva-la.

Pablo Pimentel conta que ao chegar ao pronto socorro, entrou rapidamente e entregou a bebê nas mãos do médico, dizendo "pega! Pega, que tá morrendo", logo em seguida foi constatado que a pequena Antonella estava respirando, e os batimentos cardíacos estavam normais, foi então que a criança veio a chorar, acalmando o Cabo e o Médico ali presente. 

Pais de Antonella demonstram gratidão pela atitude dos PMs e equipe de Air Soft. (Foto: Reprodução)

O pai da menina conta que tudo foi posto nas mãos do policial militar, que se tornou um anjo da guarda, estando no local exato e na hora exata, ele tomou a decisão mais correta.

Fonte: Portal Mauro Torres




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM