ITAITUBA

Operários da prefeitura são impedidos de realizar obras em trecho da transamazônica, em Itaituba
Segundo informações, o proprietário de um posto de combustíveis teria passado com um caminhão-tanque por cima do meio-fio em construção.




Meio fio será para manter a segurança dos ciclistas e pedestres. (Foto: Alécio Freitas/Portal Giro)

Na manhã desta sexta-feira (06), um episódio um tanto quanto inusitado aconteceu em frente a um posto de combustíveis, na Rodovia Transamazônica, km 2. Ao tentarem realizar serviços de construção do meio-fio, operários da Prefeitura Municipal foram impedidos pelo próprio dono do estabelecimento, que utilizou um caminhão-tanque para destruir parte da obra.

Segundo apurado pelo Giro, diferente do projeto aprovado pela prefeitura para modernizar o perímetro urbano da rodovia no município, o proprietário do posto não concorda com a construção do meio-fio em frente ao seu estabelecimento comercial, pois, de acordo com ele, dificultará o acesso dos veículos às bombas de gasolina do posto.

No projeto de modernização e urbanização do perímetro urbano da Rodovia Transamazônica em Itaituba, consta que em alguns trechos, incluindo o espaço em frente ao posto, seja construído meio-fio para que os pedestres e ciclistas tenham maior segurança ao trafegar na via.

Valmir Clímaco esteve no local para explicar os serviços que estão sendo realizados. (Foto: Alécio Freitas/Portal Giro)

O prefeito Valmir Clímaco (MDB), esteve no local para prestar esclarecimento quanto as obras realizadas na rodovia. Segundo o gestor municipal, o meio-fio é preciso, ainda mais próximo aos postos de gasolina no decorre da via, já que esses tendem a ter um grande fluxo de veículos, assim colocando em riscos a vida dos pedestres e ciclistas.
 
Valmir explica ainda que o meio-fio não irá impedir a trafegabilidade de carros e motos no posto em questão, haja vista que o estabelecimento ainda continuará a ter duas passagens, uma para entrada de veículos e outra para saída, sendo as estas na própria rodovia.
 
O caso foi parar na delegacia. (Veja abaixo o vídeo)

Fonte: Portal Giro



Confira o vídeo:






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM