SAÚDE

Itaituba registra 38 casos de dengue e setor de endemias orienta a população
Esse número pode ser bem maior, pois algumas pessoas que ficam doente não procuram atendimento médico, diz coordenador de endemias de Itaituba.




Eulisson Braga, coordenador de Edemias do Município. (Foto: Plantão24h News)

Na manhã desta quarta-feira (01) um total de 38 casos de dengue foram confirmados em Itaituba, porém, de acordo com o coordenador do setor de endemias, Eulisson Braga, esse número pode ser bem maior, em virtude dos casos em que a pessoa adoece, mas não procura a unidade de saúde.

Eulisson Braga alerta que este é o período de maior incidência das doenças transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypti (Dengue, Zika e Chinkungunya), podendo ocorrer registros até meados de maio. Portanto, mesmo com as visitas dos agentes, a população precisa se ajudar, tomando cuidados básicos em suas residências.
 
"A preocupação dispensada ao COVID-19 deve ser a mesma pra Dengue/Zika/Chikungunya e aproveitar esses dias de afastamento social e cuidar do quintal, não deixar água parada. E em casos de febre, dor de cabeça, dores muscular e nas articulações, e dor no fundo dos olhos, e manchas vermelhas no corpo, procurar uma unidade de saúde, pois pode ser dengue", orienta o coordenador.

Além dos cuidados de não deixar água parada, recomenda-se utilizar telas em janelas e portas; usar roupas compridas –calças e blusas - e fazer uso de repelente. A coordenação de endemias orienta também que em caso de suspeita de dengue, evitar a automedicação (Ibuprofeno, nimesulida, diclofenaco e qualquer medicação que tenha ASS/aspirina), pois pode complicar o caso. Lembrando que dengue, se não tiver os devidos cuidados, pode matar.

Fonte: Plantão24h News




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM