SOLIDARIEDADE

Ações beneficentes são criadas para ajudar jovem que teve aparelho auditivo roubado, em Itaituba
“Sem o aparelho me sinto perdida. Ouço somente o silêncio, mesmo que falem perto de mim,” diz a jovem.




Aparelho auditivo roubado de Jamilly Anjos. (Foto: Reprodução)

A jovem itaitubense Jamilly Anjos, de 19 anos, foi assaltada e teve seu aparelho auditivo roubado, fato ocorrido no último domingo (05). Ela foi abordada por dois indivíduos que, utilizando uma faca, pegaram sua bolsa com seus pertences, incluindo seu aparelho auditivo que havia sido guardado após ficar sem bateria. Além da surdez, a jovem sofre de ansiedade, o que fez, segundo a mesma, com que ela não esboçasse nenhuma reação durante o assalto, ficando apenas paralizada e muito assutada. Jamilly chegou em casa chorando, com falta de ar e tremendo de pânico.
 

"Corri para casa desesperada e rápido, e bati na porta gritando pela minha mãe, quando ela abriu a porta eu me segurava entre as máquinas de costuras dela e quase caí de tanto meu coração bater tão desesperado em meu peito, e acabei não sabendo explicar direito, fiquei com falta de ar e em pânico, tremia horrores", diz um trecho do relata de Jamilly nas redes sociais.

Sem condições de comprar outro aparelho, que custa em média R$ 6.000,00, amigos e familiares de Jamilly criaram uma vaquinha on-line para arrecadar o dinheiro, e estão promovendo um rifa beneficente. Nas redes sociais, os amigos compartilharam um relato da jovem, sobre a doença autitiva que ela tem e também os momentos de pavor que ocorreram durante o assalto.

(Foto: Arte Divulgação)

Em um treho do relato, a jovem conta que nasceu com deficiência auditiva do lado esquerdo, porém, com o tempo perdeu a audição do lado direito também. Como não tem condições financeiras, ela não conseguiu fazer tratamentos mais cedo.

Ao logo do texto, Jamilly relata que em 2015, quando sua audição estava começando a piorar, uma amiga lhe ajudou, conseguindo assim dar início ao tratamento, em Santarém. Porém, somente após 2 anos a jovem entrou para fila de pacientes para receber o aparelho. No começo de 2018 Jamilly recebeu o aparelho através de doação, conquista esta alcançada pela sua história de vida.
 

"O aparelho com os sons de tudo que ouço, de perto ou longe, é uma música com cenários de imaginações e sensações boas, com ele eu me sinto muito bem e feliz. [...] Sem eles me sinto perdida. [...] Ouço somente o silêncio, mesmo que falam perto de mim ", conta Jamilly.

Confira o relato de Jamilly, compartilha por amigos nas redes sociais:
 

 
Quem quiser ajudar a jovem Jamilly Anjos a voltar a ouvir, basta doar qualquer valor por AQUI. Para adquirir a rifa, entre em contato pelo  93 9157-2809 (CLIQUE AQUI).




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SOLIDARIEDADE  |  08/07/2020 - 18h





SOLIDARIEDADE  |  02/07/2020 - 16h


SOLIDARIEDADE  |  29/06/2020 - 16h