SAÚDE

Moradores da comunidade Crepurizinho pedem socorro ao governo municipal
Segundo os moradores, a comunidade, que já registrou um caso confirmado de covid-19, não vem recebendo assistência por parte da prefeitura.




(Foto: Reprodução)

Indignados com a falta de atenção do Governo Municipal, moradores da comunidade Crepurizinho, região garimpeira de Itaituba, pedem providências em relação a saúde pública na região.

Segundo os moradores, há duas semanas várias pessoas da comunidade vêm apresentado sintomas semelhantes ao da doença causada pelo Novo Coronavírus, e que essas pessoas acreditam que sejam apenas uma virose. “A maioria das pessoas que estão doentes sequer tem uma assistência ou monitoramento”, disse uma moradora, que não quis se identificar.

Ainda segundo relatos dos moradores, mesmo com um caso de covid-19 confirmado na comunidade, a região não recebeu nenhuma assistência por parte do governo municipal.
 

“Fazemos parte do município de Itaituba, e diante disso é dever do prefeito averiguar todos os casos suspeitos aqui vigentes, prestando todo apoio e assistência à nossa comunidade do Crepurizinho”, relatam os moradores.

A população da comunidade pede urgência na assistência médica, bem como testes rápidos para serem realizados nos moradores, pois querem “sanar as dúvidas em relação a essa gripe generalizada que se espalhou na região”.

O prefeito de Itaituba, Valmir Climaco, divulgou um áudio em grupos de WhatsApp para falar da fiscalização e orientar a população das comunidades.

Segundo Valmir, por serem muitas comunidades correlacionadas ao município, ele não tem “condições de fiscalizar todas as comunidades da região” e quem deve realizar essas fiscalizações (ações de prevenção e combate à covid-19) são os presidentes das comunidades, juntamente com o corpo diretor.
 

“Ele (o presidente da comunidade) é o prefeito da comunidade. Eu não tenho condições de fiscalizar todas as comunidades da região. O presidente tem que juntar com a sua diretoria e colocar as ordens. Eles devem decidir quem entra e quem sai”, diz Valmir Clímaco.

De acordo com o Gestor, os moradores têm que informar o que está acontecendo na comunidade para o presidente, onde o mesmo deve procurar meios para solucionar os problemas, “ele é a autoridade lá”.
 

“Chegou alguém de fora vocês têm que denunciar, tem que informar ao presidente ou a polícia, se tiver polícia na comunidade. Muitas pessoas estão saindo da cidade indo bagunçar nas comunidades, [...] vocês têm que impor as coisas aí dentro, vocês é quem sabe onde o sapato aperta” relata o prefeito um trecho do áudio.

O prefeito ainda indica o uso de máscaras faciais e também que as pessoas mantenham o distanciamento.
 

“Temos que ter calma, temos que usar máscara, e manter o distanciamento das pessoas, não é porque o cara tem um comercio lá no garimpo, que a pessoa vai entrar no mercado dele sem a máscara, manda ele filmar essas pessoas que não estão obedecendo”, finaliza o Prefeito.

Fonte: Portal Giro


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






SAÚDE  |   23/02/2021 09h37


SAÚDE  |   21/02/2021 11h13