REDES SOCIAIS

​Nova infectada por covid-19 expõe caso nas redes sociais e faz alerta, em Itaituba
“Mesmo que não pareça ser covid-19, procure um posto de saúde e peça afastamento, assim estaremos evitando contaminar outras pessoas”, alerta a mulher de 33 anos, em seu relato.


Geisiane da Silva e Silva, de 33 anos. (Foto: Reprodução/ Redes Sociais)

Após testar positivo para o novo coronavírus, Geisiane da Silva e Silva, de 33 anos, resolveu publicar o caso nas suas redes sociais para que pessoas que tiveram contato recentes com ela, possam se prevenir. Esta, é a terceira paciente que expõe publicamente o resultado. Na semana passada, o Giro mostrou os casos do jovem Lucas Silva, de 22 anos e da jovem Lalesca Xavier, de 25 anos.

No relato de Geisiane, ela conta que os sintomas que sentiu foram dor no corpo, febre e dor de cabeça intensa, isso nos três primeiros dias. Porém, Geisiane acreditava ser dengue, pois seu filho, de apenas 1 ano e 5 meses, havia tido dengue recentemente.

A mulher relata, ainda, que notificou a Secretaria Municipal de Saúde (SEMSA) após começar a sentir perda do olfato e do paladar, isso aconteceu depois que os primeiros sintomas passaram.
 

“Assim que os sintomas passaram, fiquei com um leve mal-estar. Típico da dengue. Meu paladar começou a ficar um pouco comprometido, pensei que fosse devido ao uso do paracetamol. Na quarta-feira passada comecei a perder o olfato foi quando entrei em contato com a secretaria de saúde, porém, meus sintomas eram bem leves, já não sentia mais febre e dor de cabeça”, afirma.

Mesmo assim, Geisiane conta que continuou sua rotina diária normalmente, mas seguindo as recomendas pela Secretaria e, após, uma nova recaída, desta vez sentido um leve cansaço e tendo dificuldades para respirar, entrou em contato com a SEMSA, que realizou, na última terça-feira (19), um teste rápido na mulher, no qual o diagnóstico deu positivo para covid-19.

Geisiane alerta para que a população se preocupe mais com os sintomas da doença e também procure ajuda nas unidades de saúde, para que se combata com mais facilidade o vírus.
 

Se sentirem qualquer sintoma, mesmo leve, mesmo que não pareça ser covid 19, procure um posto de saúde e peça afastamento, assim estaremos evitando contaminar outras pessoas. [...] A maioria das pessoas não apresentam todos os sintomas nos primeiros dias, [...] assim continuamos nossas rotinas, [...] pensando estar com um resfriado ou dengue e acabamos contaminando nossa família, com quem convivemos diariamente”, relata.

Ao término de seu relato, Geisiane diz se sentir preocupada com as pessoas que tiveram contanto recentemente com ela, em especial com seu pai e seu filho, que moram na mesma casa que ela. 
 

“Minha preocupação não é comigo, sou jovem e saudável, é com meu pai que é hipertenso e diabético, meu bebê de 1 ano e 5 meses, que ainda mama e todas as demais pessoas com quem mantive contato”, finaliza.


Fonte: Portal Giro




Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



REDES SOCIAIS  |   30/07/2021 17h19

Santarém - PA
 




REDES SOCIAIS  |   24/07/2021 12h37

Itaituba - PA
 

REDES SOCIAIS  |   14/06/2021 15h29

Itaituba - PA