ECONOMIA

Justiça determina fechamento de atividades não essenciais por 15 dias, em Uruará
O município teve a primeira morte por covid-19 confirmada nesta quarta-feira (3).




(Foto: Reprodução)

Durante 15 dias as empresas prestadoras de atividades não essenciais serão obrigadas a fecharem suas portas em Uruará. A determinação é da justiça local.

A juíza de direito que responde pela Comarca de Uruará, Caroline Bartolomeu Silva, acatou pedido do Ministério Público Estadual através de Ação Civil Pública em tutela de Urgência, e deu prazo de 48 horas, a contar a partir das 12:30h desta quarta-feira (03), para que o prefeito municipal, Gilson Brandão, decrete o fechamento do comércio.

A juíza fixou multa no valor de R$ 5.000,00 por dia de descumprimento até o limite de R$ 500.000,00, a contar da expiração do prazo fixado.

Nesta quarta-feira, 03, ocorreu a primeira morte de uma pessoa com coronavírus no município de Uruará, uma senhora de 84 anos faleceu no Hospital Regional do Baixo Amazonas em Santarém.
 

Fonte: Gazeta Uruará






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM