SAÚDE

Samu de Itaituba tem três profissionais afastados por conta da covid-19
Dois são socorristas e um é motorista; Equipe segue os trabalhos com apenas 3 socorristas para atender todo o município.




Base do Samu em Itaituba. (Foto: Alécio Freitas/Portal Giro)

Atualmente, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Itaituba é composta com um quadro de 14 funcionários, sendo 4 telefonistas, 4 motoristas, 5 socorristas e a técnica de enfermagem Maria Antônia, que é coordenada a equipe. Porém, pelo menos 3 profissionais estão afastados porque receberam a confirmação de que estão com Covid-19.

Maria informou ao Giro que entre os funcionários afastados atualmente estão duas socorristas e um motorista. Todos estão em isolamento domiciliar e permanecem com quadro de saúde estável. Por ter contato direto com casos suspeitos ou confirmados da doença, os socorristas são os profissionais da equipe que são mais afetados. Dos 5 socorristas, apenas 3 permanecem atendendo as ocorrências na cidade. 

Mesmo com essa redução, a coordenadora afirma que não há motivo para apavoramento, os atendimentos continuam com a mesma proporção, a população não está tendo nenhum prejuízo em relação aos serviços do Samu, o que mudou foi apenas a questão da escala, que ficou mais estreita.

Sobre os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), eles estão sendo distribuídos para todos os profissionais da equipe e sendo usados de acordo com as indicações do Ministério da Saúde e Organização Mundial da Saúde, explica Maria Antônia.

Mesmo sem afetar os atendimentos prestados pelo SAMU, a coordenadora afirmar que é preciso que a população se previna e redobre os cuidados. “Ou a pessoa se previne e faz as coisas conforme os protocolos de prevenção dos órgãos de saúde ou ela ficará exposta ao vírus. A prevenção cabe a cada pessoa, isso é individual”, finaliza

Fonte: Portal Giro




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM