SAÚDE

Governo adia mais uma vez a inauguração do Hospital Regional do Tapajós (HRT)
Dentro de um mês, foram 3 datas anunciadas e nenhuma cumprida.




Hospital Regional do Tapajós. (Foto: Reprodução)

No dia 18 de maio Helder Barbalho, governador do Pará, anunciava que o Hospital Regional do Tapajós (HRT) seria inaugurado em um prazo de 15 dias, com data definida para dia 06 de junho, porém, não houve cerimônia de inauguração e uma nova data foi marcada. Em seguida o Governo anunciou para dia 26 de junho, o que novamente não ocorreu. De lá para cá, mais uma nova data foi anunciada e mais uma vez foi adiada, seria dia 08 de julho, próxima quarta-feira.

Agora, uma nova data foi marcada e anunciada pela diretora da 9ª Regional da Secretaria de Estado de Saúde Pública do Pará (Sespa), Enfermeira Marcela Tolentino. Segundo ela, a inauguração deve ocorrer no dia 09 de julho, próxima quinta-feira.

Ainda conforme a Diretora, a presença do governador Helder Barbalho e sua comitiva está confirmada, além de deputados da região. O HRT não deve ser entregue em sua totalidade, apenas 30% de sua capacidade total entrará em funcionamento.

A Unidade, em primeiro momento, deve servir como referência para o tratamento pessoas com sintomas de médio e alta complexidade da covid-19. Uma das justificativas do Governo, para a não inauguração do HRT, seria a Usina de Oxigênio, a qual chegou na manhã desta segunda (06) na Unidade e deve ser instalada nos próximos dias.

Sobre o HRT

O hospital deve reforçar a estrutura de saúde pública estadual na luta contra a Covid-19 e outras especialidades médicas. Quando funcionando 100%, a unidade contará com 164 novos leitos.

A entrega do hospital será um marco na história de Itaituba e Região, isso porque, a construção do HRT começou em 2013, sete anos atrás. Em funcionamento, a unidade vai atender uma população de quase 250 mil habitantes de seis municípios da região (Novo Progresso, Trairão, Jacareacanga, Aveiro, Rurópolis e Itaituba).

(Com Informações de On News)




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM