SAÚDE

”Mais de 50% da população de Itaituba já pegou a Covid-19, provavelmente”, diz Secretário de saúde
Adriano Coutinho diz estar preocupado, mas acredita que nos próximo meses deverá ocorrer uma queda no número de óbitos e casos registrados.




Secretário de saúde de Itaituba, Adriano Coutinho. (Foto: ASCOM/PMI)

As estatísticas apresentadas diariamente pelo Boletim Epidemiológico em que consta a disseminação do novo coronavírus no município de Itaituba, mostra que o número de mortes em decorrência do vírus já chega a 82 com 4.003 casos confirmados.

Diante dos números, o secretário de saúde, Adriano Coutinho, demonstrou preocupação e comentou que acredita que entre os meses de agosto e setembro, haja uma queda no número de casos da doença e consequentemente óbitos.

“O número de óbitos continua uma constante. Nas últimas semanas tem mantido 7-6 óbitos por semana. É algo meio que inevitável, visto que é uma doença extremamente traiçoeira que afeta muito o grupo de risco. A gente espera que nos próximos meses os óbitos reduzam para 2 por semana até amenizar”, destacou. 
 
Ainda assim, Adriano, sob base de pesquisas realizadas no município por uma equipe da secretaria, afirmou que possivelmente mais de 50% da população de Itaituba já tenha contraído a Covid-19, o que para ele representa um avanço para redução de casos e consequentemente mortes pelo vírus.

“Essa é uma situação que nos deixa um pouco mais confiante. Sempre que um vírus atinge mais de 50% da população, a tendência é que comece a cair o número de casos e óbitos”, continuou.

Atendimentos na UPA

Além disso, Adriano também disse que os atendimentos na Unidade de Pronto Atendimento - UPA de Itaituba, vem apresentando reduções de demanda. Segundo ele, de 150 atendimentos diários realizados nos primeiros meses de casos confirmados da covid-19 no município, hoje, gira em torno de 50 a 60 atendimentos.

Apesar desta redução de atendimentos na UPA, Adriano destacou que o Hospital Regional do Tapajós - HRT, ainda vem recebendo casos mais delicados da doença. 

Por fim, acrescentou que a secretaria de saúde vem garantido atendimento a todas as pessoas que apresentam algum sintoma do vírus, por meio do fornecimento da realização de testes rápidos para a Covid-19 em mutirões que ocorrem UPA, além do fornecimento de medicamentos para o tratamento.
 
“A população não pode confundir flexibilização com o fim do vírus. O vírus ainda está presente aqui”, finalizou alertando a população em geral sobre o uso de máscara e álcool em gel.

Fonte: Plantão 24horas News




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM