POLICIAL

Condenado há 64 anos por série de homicídios, foragido do Amapá é preso no Pará
No momento da prisão, Gildson atirou contra a PM e foi baleado durante troca de tiros, em Monte Alegre.




Gildson Loureiro da Silva estava foragido da Justiça do Amapá e foi capturado em Monte Alegre, no PA, após troca de tiros com a PM. (Foto: Reprodução/Redes Sociais)

Um criminoso de alta periculosidade, foragido do Amapá, foi preso na última sexta-feira (14), no Pará, após uma troca de tiros com a polícia. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), Gildson Loureiro da Silva, de 34 anos, já estava sendo acompanhado há algum tempo por ser acusado por uma série de crimes, como homicídio qualificado, roubo e furto. Atualmente, ele vinha praticando os crimes em Monte Alegre.

Na última sexta (14), uma denúncia anônima indicou o paradeiro exato do suspeito e uma operação foi montada com o objetivo de capturar o criminoso. Ele foi encontrado em um terreno baldio, no bairro Planalto. Ao identificar a chegada das viaturas, Gildson, segundo a PM, atirou contra os policiais. Uma troca de tiros se iniciou e ele foi baleado na altura do quadril. Ferido, o acusado foi encaminhado para o Hospital de Monte Alegre, onde recebeu atendimentos médicos. Não há informações atualizadas sobre seu estado de saúde.

Arma, munições e chaves encontradas com Gildson Loureiro. (Foto: Polícia Militar/Divulgação)

No momento da prisão, ele portava um revólver calibre 22, quatro munições intactas, três munições deflagradas, três chaves mestras para arrombamento e uma identidade falsa. Todo o material foi apreendido.

Histórico

No Amapá, Gildson foi condenado há 64 anos, um mês e três dias de prisão em regime fechado pelos crimes praticados. Considerado um criminoso de alta periculosidade, ele já havia sido preso, mas conseguiu fugir e estava como foragido até então. Pela gravidade dos crimes, ele não pode mais recorrer e deve cumprir a sentença.

Fonte: O Liberal




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM