POLICIAL

PF cumpre mandados em Itaituba durante megaoperação contra o PCC
A operação ocorre simultaneamente em 19 Estados e no Distrito Federal. No Pará, Belém também é alvo de mandados.




Foto: Reprodução

A Polícia Federal (PF) deflagrou, na manhã desta segunda-feira (31), operação contra facção criminosa ligada ao tráfico de drogas. Foram bloqueados cerca de R$ 252 milhões em contas ligadas ao Primeiro Comando da Capital (PCC). Mais de 1.100 policiais estão nas ruas em 19 estados e no Distrito Federal, cumprindo 623 mandados, 422 deles de prisão. Destes, 173 alvos já estavam presos. No Pará serão cumpridos 4 mandados de prisão preventiva e busca e apreensão, com dois alvos em Belém e dois em Itaituba.

As investigações apontam que 210 pessoas detidas em presídios federais recebiam auxílio mensal por terem alcançado cargos de alto escalão dentro da facção ou por terem realizado missões como a execução de servidores públicos.

Mais de mil policiais federais participam da ação. A operação "Caixa Forte" é realizada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Minas Gerais (FICCO), coordenada pela PF e integrada pela Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal (PRF), Defensoria Pública em Minas e Defensoria Pública Federal.

Além de membros do PCC, facção que surgiu dentro dos presídios de São Paulo, familiares e pessoas responsáveis pela lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio também são alvos da operação.

Os alvos são investigados pelos crimes de participação em organização criminosa, associação com o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro, cujas penas somadas podem chegar a 28 anos de prisão.

Fonte: RomaNews


Participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






POLICIAL  |   14/04/2021 14h40