ALERTA

Regiões do Tapajós e Xingu saem da bandeira laranja e passam a integrar o bandeiramento amarelo
Governo do Pará também liberou reuniões presenciais sem limite de pessoas em todo o estado.




Itaituba está entre os municípios da região do Tapajós que passam a integra a bandeira amarela. (Foto: Reprodução)

O governo do Pará anunciou na tarde desta quarta-feira (16) que as regiões do Tapajós e do Xingu, antes classificadas como "risco médio", representado pela bandeira laranja, agora as regiões passam a ser classificadas como "risco intermediário", classificados pela bandeira amarela. Com a medida, as localidades terão as medidas de isolamento social ainda mais flexibilizadas, permitindo o aumento da capacidade de pessoas em estabelecimentos comerciais e igrejas.

Além disso, as regiões Metropolitana de Belém, do Marajó Oriental e do Baixo Tocantins saíram da bandeira amarela para o bandeiramento verde, definido pela capacidade hospitalar controlada e pela evolução em fase decrescente de contaminação pela Covid-19.

As determinações estão dispostas no Decreto Estadual 800/2020, publicado com alterações no Diário Oficial (DOE), e que trata sobre o Projeto Retoma Pará.

Bandeiramento elaborado pelo Governo do Pará. (Foto: Reprodução/ Governo do Pará)

“O decreto é uma orientação, mas cabe às prefeituras determinarem medidas no âmbito de seus territórios, assim como quais atividades devem retomar e os horários de funcionamento. O Estado, no entanto, sinaliza a situação de cada região, indicando a taxa de ocupação de leitos e de contaminação pela doença, através do bandeiramento, para nortear as decisões das administrações municipais”, explicou o procurador-geral do Pará, Ricardo Sefer.

Outra mudança diz respeito às reuniões presenciais, que antes deveriam ocorrer com o número limitado de até dez participantes e, agora, passam a ser permitidas a todas as bandeiras, sem restrição de número.

Serviço Público

A maior quantidade de mudanças, instituída nos dispositivos do Decreto 800/2020, está voltada à Administração Pública. De acordo com a legislação, os servidores pertencentes ao grupo de risco devem retornar, de forma irrestrita, ao expediente presencial. Além disto, fica a critério do gestor a autorização para o trabalho remoto nas unidades em que seja possível, sem que haja prejuízos ao interesse público e ao atendimento à população. 

A partir do dia 1º de outubro, fica liberada, em todas as unidades, a utilização da biometria para o registro eletrônico do ponto, no âmbito da Administração Pública Estadual Direta e Indireta.

Unidades Prisionais

As visitas às unidades prisionais e unidades socioeducativas do Estado ficam autorizadas, desde que respeitadas as medidas de distanciamento controlado.

Fonte: Portal Giro 


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ALERTA  |   20/01/2021 08h26





ALERTA  |   12/01/2021 12h21


ALERTA  |   04/01/2021 14h47