ALERTA

Criminosos usam perfil fake para aplicar golpes em Itaituba
Pelo menos cinco pessoas já foram vítimas dos criminosos. Confira dicas para não cair no golpe.




Perfil fake (Foto: Redes Sociais)

Internautas que utilizam sites de vendas e redes sociais para comercializar produtos novos ou usados têm sido alvos de estelionatários que se passam por clientes.

Na última quinta-feira (17), por exemplo, Bianca Cortes da Silva, 21 anos, foi vítima de um golpe aplicado por um casal através de um perfil fake no facebook.

Segundo relatou a vítima, ela fez um anúncio de venda de um celular em uma rede social, e um perfil fake entrou em contato com a mesma para adquirir o celular. "O perfil disse ia dar o celular para a filha dele, me disse que a mesma ia vir buscar na minha casa, que estava fazendo a transferência e já mandava o comprovante” relata Bianca.

Ela concordou com que a suposta filha do golpista buscasse o celular, e assim o entregou. Segundo Bianca, antes disso, o bandido teria mandado o comprovante da transferência, mas depois de 3 dias o dinheiro não compensou, foi quando Bianca se deu conta que comprovante era falso e que teria caído em um golpe. Ela ainda tentou mandar mensagens para o golpista, porém, ele já havia bloqueado a mesma.

Print do comprovante e conversa da vítima com golpista. (Foto: Reprodução)
 
Ainda de acordo com Bianca Cortes, ela foi à Delegacia de Polícia Civil de Itaituba registrar um boletim de ocorrência (B.O.), mas pediram para ela procurar a Delegacia Virtual, pois com essa ferramenta o cidadão preenche, de casa, os dados da ocorrência, diminui o tempo de espera na Delegacia de Polícia e torna o atendimento mais rápido, uma vez que o atendente apenas confirma as informações já existentes, insere a tipificação criminal e faz o encaminhamento da comunicação para providência cabível.

Este é quinto casos de golpes aplicados por esse casal com o perfil fake em Itaituba, essas situações servem de alerta para que outras pessoas não venham a passar pelo mesmo.

10 cuidados ao vender pela internet

1. Fique atento às informações que aparecem no site sobre o seu cadastro. Mostrar telefones pessoais, endereços e nomes de familiares pode alimentar o arsenal dos golpistas.

2. Atenção especial para produtos e serviços de alto valor e de fácil revenda, pois são os mais visados pelos fraudadores, como eletrônicos, jogos online, recarga de celular, ingressos de eventos e calçados. 

3. Evite fechar negócio fora do site no qual fez o anúncio. As principais plataformas de negócios oferecem proteção para o vendedor, com identificação e reputação do comprador.

4. Se, ao fechar o negócio, for entregar o produto pessoalmente, marque o ponto de encontro em lugares movimentados. Se possível, vá acompanhado.

5. Mantenha sempre atualizados programas antivírus no computador, para evitar que um hacker acesse seu login em sites de venda, negocie em seu nome ou tenha acesso à sua carteira virtual. 

6. Para quem vende pela internet com alguma frequência, recomenda-se o uso de serviços de pagamento que façam a intermediação da venda, como Mercado Pago, PayPal, Moip, PagSeguro, entre outros, que reduzem o risco de fraudes.

7. Mantenha backup dos documentos mais importantes do seu computador, como comprovantes, notas fiscais e e-mails trocados com os clientes. Será uma forma de viabilizar uma eventual investigação quando houver tentativa de golpe. 

8. Esteja atento aos e-mails falsos de golpistas que podem se passar por clientes, representantes de banco ou de serviços de proteção de compra. Há alguns macetes para reconhecer e-mails falsos: preste atenção no endereço que aparece como remetente, se após o "@" realmente aparece o nome da empresa. 

9. As mensagens fraudulentas geralmente têm um tom de urgência. Pedem que a remessa da mercadoria seja feita imediatamente para que o pagamento seja liberado. Às vezes, estas mensagens comunicam que a empresa tem urgência em atualizar e/ou ampliar seus dados pessoais, na tentativa de captar número de cartão de crédito, login e senha do vendedor. 

10. Na maioria dos casos de fraudes, incluem links com aparência legítima, mas que direcionam para sites falsos. Verifique a URL do site que aparece no link do e-mail para ter certeza de que é o mesmo site que você está entrando.

Fonte: Portal Giro 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM