ECONOMIA

Preço do arroz continua em alta no Pará, aponta Dieese
Nos últimos 12 meses o reajuste acumulado no preço do produto alcançou 62,45%.




Preço em média custa R$ 20 no município de Itaituba. (Foto: Rubson Vieira/Portal Giro)

O preço do arroz continua em alta é o que aponta pesquisa divulgada pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese). A trajetória de preços do quilo do arroz consumido pelos paraenses e comercializado em supermercados da Capital e interior do estado, subiu nos últimos 12 meses e teve um reajuste de 62,45% contra uma inflação de 3,89%.

Segundo a pesquisa, em setembro de 2019 o preço do produto custou em média R$ 2,53 e encerrou em dezembro custando em média R$ 2,66. No inicio deste 2020 o preço do quilo do arroz foi comercializado em média a R$ 2,70, seguiu com preços em alta chegando no mês de agosto sendo comercializado em média a R$ 3,36 e em setembro com novo aumento comercializado em média a R$ 4,11. Com isso o preço do quilo do arroz apresentou uma alta de 22,32% no mês de setembro.

Conforme o Dieese, a cesta básica custa para cada paraense R$ 441,51, comprometendo quase a metade do atual salário mínimo que hoje tem o valor de R$1.045,00. 

Ainda segundo o Dieese, no balanço dos primeiros nove meses de 2020 a alta acumulada no preço do produto alcançou cerca de 54,51% contra uma inflação de 2,04% e nos últimos 12 meses o reajuste acumulado no preço do produto alcançou 62,45% contra uma inflação de 3,89% para o mesmo período.

Fonte: G1 Pará




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM