SAÚDE

Com mais de mil hemogramas realizados, HRT faz alerta sobre a importância desse tipo de exame
Hemogramas e gasometria arterial são os principais exames realizados para o acompanhamento do tratamento de pacientes internados devido a complicações da COVID-19.




(Foto: Reprodução)

Por conta da correria do dia-a-dia, muitas pessoas não conseguem garantir uma vida saudável, deixando de lado os cuidados com a saúde. Esquecem que uma fraca dor de cabeça, um desconforto estomacal ou uma simples pontada no peito são reflexos do corpo informando que algo não está certo. E, para que isso seja evitado, a realização de exames clínicos ao menos uma vez ao ano é fundamental. Entre esses exames, um dos mais importantes é o hemograma.
 
A biomédica Camila Belo, que há 9 anos exerce a profissão e atualmente integra o quadro do Hospital Regional do Tapajós (HRT), explica a importância do hemograma. "O hemograma é uma análise de células sanguíneas que ajuda a detectar anemias e infecções. É considerado um dos principais exames para diagnóstico e avaliação dos pacientes e ajuda aos médicos na identificação de qualquer tipo de infecção", conceituou.

O hemograma analisa as células presentes no sangue, como hemácias, eosinófilos, leucócitos, linfócitos e, por ele, é possível identificar também se a pessoa tem algum tipo de câncer sanguíneo. "Com o exame, é possível acompanhar se o paciente está com uma imunidade boa. É por meio dele que o médico vai fazer o direcionamento por onde ir, se é algum problema sanguíneo, se é o caso de um câncer, então ele é de extrema importância", destacou.
 
Mais de mil hemogramas

O HRT, que tem atuado como referência na região do Tapajós para o tratamento da COVID-19, já atendeu 138 pacientes e, desde o dia 9 de junho até o dia 23 de novembro, realizou 1204 hemogramas e 1390 de gasometria arterial. Esses são os principais exames realizados para o acompanhamento do tratamento de pacientes internados devido complicações de Coronavírus.

Camila enfatizou a importância da realização dos demais exames laboratoriais para a assistência médica. "É por meio deles que o médico se norteará para poder tratar a doença, ver se o tratamento está fazendo efeito e até mesmo se vai ser preciso outras modalidades de especialidades para os pacientes", explicou.

Ainda segundo a biomédica, a realização dos exames laboratoriais pode indicar o desenvolvimento de deficiências antes que elas surjam. "Os exames podem detectar se a pessoa está iniciando um problema cardíaco, por exemplo. Muitas vezes, um infarto pode ser diagnosticado em um simples exame de enzimas cardíacas, uma vez que o sangue apresenta substâncias que demonstram se a pessoa vai ter um problema cardíaco", exemplificou.

Engana-se quem pensa que o check-up só envolve exames e é o essencial para garantir uma vida saudável. Camila lembra que além da realização dos exames, também é preciso manter uma dieta balanceada e fazer atividades físicas regularmente. "Mais do que fazer testes, é necessário estabelecer a prevenção. Deve buscar saber como o seu corpo está reagindo a tudo isso. A saúde não é somente física, mas também mental, tudo está interligado, então cuidar do corpo e cuidar da mente é uma forma de se evitar doenças", completou.

Fonte: Ascom HRT 


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM