MEIO AMBIENTE

Capitania dos Portos faz vistoria técnica em ponte no Rio Jamanxim
O objetivo foi avaliar a situação dentro dos critérios técnicos de segurança na navegação e assegurar a navegabilidade no rio Jamanxim.




A Ponte, quando finalizada, terá 342 metros de extensão.

Um equipe da Capitania dos Portos esteve no Jardim do Ouro, para vistoriar a ponte sobre o rio Jamanxim, que interliga varias comunidades garimpeiras. Segundo o capitão da Capitania, a ação teve como objetivo de avaliar a situação dentro dos critérios técnicos de segurança na navegação e assegurar a navegabilidade no rio Jamanxim.

A iniciativa foi possivel partir de uma parceria público-privada entre empresários do garimpo, setor madeireiro, pecuária e de outros segmentos, dos municípios de Itaituba, Novo Progresso e Santarém, que apoiamram a  construção de uma ponte sobre o rio Jamanxim.

Capiania fez medições na estrutura e na profundidade do rio Jamanxim. 

Mesmo sendo construída de madeira, o projeto prever uma estrutura com capacidade superior ao das pontes convencionais. A  ponte foi projetada para atender a demanda das mais de cinquenta comunidades garimpeiras, onde calcula-se que vivem e trabalham mais de vinte e cinco mil pessoas. As maiores e mais importantes são o Creporizão, o Patrocínio e o Creporizinho, além ainda de São Domingos, Água Branca e Cuiú-Cuiú.

Nos acordos firmados entre os idealizadores do projeto e a comunidade, estão previstas algumas compensações sociais.

A preocupação da Capitania é quanto a questão da navegabilidade no rio Jamanxim.

Na última proposta, foi sugerido aumentar a altura da ponte em meio metro e a construção de um porco acima da cabeceira, para favorecer a movimentação de mercadorias e combustíveis. A defesa do projeto tem posições embasadas na redução de custos e na facilidade de trafegar pela rodovia.

Fonte: Mauro Torres




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



MEIO AMBIENTE  |  20/03/2020 - 16h





MEIO AMBIENTE  |  12/03/2020 - 10h


MEIO AMBIENTE  |  11/03/2020 - 20h