SAÚDE

Governo volta a proibir festas, bares e shows, após aumento de casos de covid-19 no Pará
Somente restaurantes poderão funcionar até às 00h. Medidas começam a valer a partir desta quinta-feira (21), em todo o território do estado.




Governo do Pará volta a proibir festas, shows e bares após pressão na saúde e aumento de incidência da Covid-19. (Foto: Reprodução / Governo do Pará)

O governador do Pará Helder Barbalho (MDB) anunciou que vai proibir, a partir desta quinta (21), festas, shows e funcionamento de bares em todo o território do estado. Somente restaurantes poderão funcionar até às 00h, respeitando o espaçamento e quantidade de pessoas permitidas.

Um decreto, a ser publicado nesta quinta, também deve alterar a bandeira das regiões metropolitana de Belém, Marajó Oriental e Baixo Tocantins, regredindo da verde (risco baixo) para amarelo (risco intermediário).

As medidas, segundo o governador, estão sendo tomadas devido à pressão no sistema de saúde e aumento na incidência viral nos municípios que fazem fronteira com o estado do Amazonas.
 


O governo já havia alterado a bandeira da região do Baixo Amazonas, que fica na divisa entre os dois estados, saindo de laranja para vermelho.

"São medidas preventivas para que nós não deixemos que aconteça aqui o que aconteceu no estado vizinho, e lembrando o que aconteceu na primeira onda, foi exatamente isso, começou a pressão no Amazonas e migrou para o estado do Pará. E não desejamos assistir as cenas dramáticas que nossos irmãos amazonenses presenciaram aqui em nosso território", afirmou.

No vídeo divulgado pelo governador, ele pede consciência e que o uso obrigatório de máscaras seja respeitado.

"Peço, por favor, consciência. Estamos chegando no momento da vacina e logo logo todo mundo estará imunizado. Enquanto isso não acontece, use máscara, tem muita gente que parou de usar máscara, o vírus continua e temos que ter solidariedade com o próximo e nos proteger. Peço também aos prefeitos que ajudem nessa conscientização", anunciou.

Barbalho também informou que os órgãos de segurança já devem aumentar a fiscalização a partir desta quinta para garantir o cumprimento do novo decreto.

Fonte: G1 Pará


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   01/03/2021 11h53





SAÚDE  |   01/03/2021 09h17