ITAITUBA

​"UPA nunca esteve tão lotada como hoje" diz Valmir, prefeito de Itaituba; ouça o áudio
Gestor municipal pede para que as pessoas evite aglomeração e, afirma que não há mais estrutura para todos os doentes, “se adoecer não temos onde colocar”.




Valmir Climaco diz que UPA está completamente lotada. (Foto: Reprodução/Portal Giro)

Por meio de um áudio, enviado em grupos de um aplicativo de mensagens instantâneas, o prefeito de Itaituba, Valmir Climaco, pede que a população permaneça em suas casas e evite aglomeração nesse momento crítico da pandemia, onde, segundo o gestor, a Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA) "está superlotada, nunca esteve tão lotada como hoje". Ouça o áudio ao final dessa máteria.
 

“Essas pessoas que tem asma, doenças crônicas, como diabete e colesterol alto, pessoas obesas, não saia de casa. [...] Nós temos que se cuidar e, é muito interessante a participação de vocês (população em geral), vamos colaborar com a saúde do município, com a saúde da sua família”, afirma o gestor municipal, em áudio.


Upa está superlotada, segundo Valmir Climaco. (Foto: Rubson Vieira/Portal Giro)

Valmir demostra preocupação por conta dos aumentos de novos casos no município - em 18 dias foram registardos 9 óbitos por complicações da Covid-19, e também de pessoas internadas nas unidades hospitalares  acometidas com a doença. “Não temos mais estrutura, se adoecer não temos onde colocar. [...] Eu espero que nós possamos diminuir isso, através das pessoas se cuidando”.

O gestor afirma que teve uma conversa com representantes religiosos, como pastores evangélicos e o bispo que administra a diocese do município, Dom Wilmar Santin, onde fez um apelo para que estes evitar aglomeração.

 

“As pessoas que mais frequentam a igreja, praticamente são os idosos e eles são os mais vulneráveis a pegar a doença. Pedi para que eles (os representantes religiosos) pudessem não fazer culto esses dias, não haver concentração, porque a situação está superdelicada”, relata.


Valmir Climaco, que esteve em viagem nos primeiros dias de janeiro e retornou à cidade há pouco dias, menciona ainda no áudio que: “Está com 10 dias, 8 dias, que não saio de casa. Não atendo, só atendo as pessoas por telefone. [...] Vamos evitar, este final de semana, de sair de casa".

Fonte: Portal Giro


Confira o áudio:




Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM