POLICIAL

​Operação conjunta em combate ao tráfico de drogas e outros crimes é realizada em Itaituba
Ação conjunta foi deflagrada em um hotel localizado no bairro São José, na manhã desta segunda-feira (05). Drogas, armas, munições e dinheiro foram apreendidos na operação.




Ação ocorreu em hotéis do bairro São José.(Foto: Reprodução/Mauro Torres)

Uma operação em conjunto entre Polícia Militar, Civil e Vigilância Sanitária, foi realizada na manhã desta segunda-feira (05) em Itaituba, oeste do Pará. A operação foi realizada em virtude do alto índice do consumo e tráfico de entorpecentes, bem como o aumento da criminalidade, furtos e roubos nas proximidades de um hotel da cidade. O estabelecimento fica na Travessa João Pessoa com a rua Nova de Sant’Ana e, segundo a PM, era frequentado por usuários de drogas.

Um esquema de segurança foi montado pela polícia que interditou a rua e utilizou aparatos especiais para realizar a vistoria do local. Durante a operação foram apreendidas duas armas, munições, drogas e uma certa quantidade em dinheiro. Além disso, foram abordadas e interrogadas trinta pessoas, dezoito homens e doze mulheres. A maioria delas com aparência deplorável; algumas mulheres grávidas, outras em estado de fome extrema. A polícia suspeita que todas essas pessoas têm envolvimento com o tráfico, consumindo ou vendendo pequenas quantidades de drogas. Seja qual for o nível de envolvimento, cada uma delas pode contribuir para uma investigação maior, no combate ao tráfico.



O analista da Vigilância Sanitária Eder Luis Mota, esteve na operação e contou que o ambiente encontrado é insalubre. “Por todos os cantos foram encontradas roupas e lençóis sujos, banheiros que não podem ser utilizados e um mal cheiro muito forte. É um ambiente inóspito. Encontramos depósitos de craque e objetos utilizados para consumir drogas. Essa situação colocava em risco a saúde das pessoas”. Afirmou Eder.

De acordo com a Vigilância Sanitária, o estabelecimento não possui alvará válido para funcionamento. A proprietária do hotel não quis se pronunciar. Segundo o capitão Eder, a população não tinha sossego para transitar pelo local. “É uma situação recorrente. A PM sempre era chamada no local para conduzir usuários de drogas, indivíduos que estavam vendendo drogas e principalmente indivíduos que cometiam pequenos delitos”.

(Foto: Reprodução/On News)

Eder afirmou que o local não serve mais para a hospedagem. “Aqui é um local de abrigo de pequenos criminosos e usuários de drogas. Alguns moradores relataram que que evitam passar pelo local por medo de serem abordados. “ É perigoso até parar no sinal. Alguns tentam abrir a porta do carro e nos abordam de forma abusiva pedindo dinheiro”. Contou um morador que não quis se identificar.

Com base na situação encontrada no local, a Vigilância Sanitária informou que irá formalizar um pedido de interdição do estabelecimento. “Vamos solicitar às autoridades competentes a interdição do local como medida preventiva, a bem da higiene, da moral ou do sossego e segurança pública”. Informou Eder. 

Polícia apreendeu armas e munições. (Foto: Jordan Norato/Portal Giro)

Dentro os suspeitos abordados e interrogados, os que foram flagrados com qualquer quantidade de material entorpecente foram encaminhados para a Seccional de Polícia, onde foram ouvidos em Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). A partir desta operação, outras ações semelhantes deverão ser executadas, com o objetivo de desarticular esquemas de apoio ao tráfico de entorpecente no município e na região.

Fonte: On News/Mauro Torres


Participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






POLICIAL  |   14/04/2021 14h40