ESCLARECIMENTO

Rodonave emite nota de repúdio contra as afirmações de vereador de Itaituba
A empresa alega que as declarações feitas por Conrado Wolfring, através de suas redes sociais, são difamatórias. Parlamentar havia dito que perdeu a gratuidade na balsa por apoiar movimento a favor de uma ponte sobre o Rio Tapajós; Empresa nega.


Rodonave Navegações, faz o transporte de pessoas e veículos entre Itaituba e Miritituba. (Foto: Jordan Norato)

Uma nota de repúdio foi publicada pela Empresa Rodonave Navegações, nesta terça-feira (08), em referência as afirmações do vereador Conrado Wolfring (PSB), feitas através de um vídeo divulgado em suas redes sociais, onde ele diz ter perdido a gratuidade na travessia da balsa por apoiar o movimento que pede a construção de uma ponte sobre o Rio Tapajós.

No vídeo, o Vereador cita que a gratuidade é concedida as autoridades e policiais, e que para adquiri-la é necessário solicitar o benefício junto a empresa. Conrado afirma que a não participação de muitos vereadores nas manifestações a favor da ponte, se deve ao fato dos mesmos não quererem perder essa regalia. 
 
Ofertando o serviço fluvial de transporte de pessoas e veículos entre Itaituba e Miritituba, a empresa afirmou que as declarações proferidas pelo vereador são difamatórias e que Rodonave “não possui qualquer benefício fiscal ou financeiro concedido pela Câmara de Vereadores. Que de igual forma não possui nenhum benefício fiscal no município de Itaituba, sendo um dos maiores contribuintes de impostos da cidade”.

Segundo a Rodonave, “o passe livre cedido a algumas autoridades constituídas, bem como a ambulâncias, viaturas da Polícia Militar, Policia Civil, Policia Rodoviária Federal, Força Nacional, Exército, Marinha e Aeronáutica, dentre outras, tem o condão de colaborar com ações de fiscalização e exercício da função, sem que haja custo anos entes, promovendo a agilidade na realização da travessia. Sem qualquer outro intuito”.

Através da nota divulgada, a empresa também lembra que não só autoridades dispõem de gratuidade na empresa, mas também, por iniciativa própria, adotou a isenção da tarifa para os pedestres, como forma de apoio ao desenvolvimento social e que são aproximadamente 34.000 pessoas atendidas mensalmente com essa gratuidade.

Por fim, a empresa informa que calúnia e difamação é conduta tipificada no código penal brasileiro; e o departamento jurídico já está tomando as medidas cabíveis.

Fonte: Portal Giro


Visualize o arquivo de texto:




Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



ESCLARECIMENTO  |   02/07/2021 18h34

Itaituba - PA
 




ESCLARECIMENTO  |   07/07/2021 14h53


ESCLARECIMENTO  |   30/07/2020 09h10