GIRO MUNDO

‘Pior chuva em mil anos’ deixa ao menos 25 mortos na China
De acordo com autoridades locais, mais de 100.000 pessoas deixaram suas casas para se abrigar em zonas seguras.


Foto: Reprodução/Getty Images

Ao menos 25 pessoas morreram como resultado de fortes chuvas e inundações na cidade de Zhengzhou, capital da província de Henan, na região central da China, informou nesta quarta-feira (21), a agência de notícias estatal Xinhua. Meteorologistas já classificam o caso como as piores chuvas em mil anos. 
 
De acordo com as autoridades locais, citadas pela Xinhua, mais de 100.000 pessoas deixaram suas casas para se abrigar em zonas seguras. As autoridades relataram também que o nível de precipitação acumulada entre as 18h (local, 7h de Brasília) e a meia-noite (13h de Brasília) era de 449 milímetros. Nas 24 horas anteriores, caíram 457,5 milímetros em Zhengzhou, um recorde.
 
Como a tendência é que as fortes chuvas continuem na região, que representa um importante centro logístico para a China, as Forças Armadas despacharam cerca de 6.000 soldados para reforçar equipes de assistência.
 
“Eventos climáticos extremos desse tipo provavelmente serão mais frequentes no futuro”, disse Johnny Chan, professor de ciências atmosféricas na Universidade da Cidade de Hong Kong, à agência Reuters. “É preciso que governos desenvolvam estratégias para adaptação a tais mudanças”.
 
“Os esforços de prevenção de enchentes se tornaram muito difíceis”, disse o presidente chinês, Xi Jinping, em um comunicado transmitido pela TV estatal nesta quarta-feira. “As barragens afundaram, provocando ferimentos graves, mortes e danos. A situação provocada pelas inundações é extremamente grave”.
 
Foto: Reprodução/Getty Images

O maior hospital da região, que conta com cerca de 7.000 leitos, sofreu um apagão de energia elétrica. De acordo com a agência de notícias Reuters, a administração estava procurando formas de transferir cerca de 600 pacientes em estado crítico.
 
Vídeos que circulam nas mídias sociais mostram ruas inundadas, avenidas que parecem rios, e até mesmo vagões do metrô com passageiros dentro e mais de 1,5 metro de água. De acordo com relatos, equipes de resgate tiveram que abrir o teto de um vagão para retirar passageiros individualmente. 
 
A Xinhua também relatou que a chuva deixou vários edifícios residenciais sem água e eletricidade, além de forçar o cancelamento de centenas de voos, rotas de ônibus e trens.
 
A província de Henan fixou seu nível de emergência em 2 (o máximo é 1 em uma escala de 4) e alertou que as chuvas fizeram com que o nível da água de uma represa subisse rapidamente. Isso levou a que todos os habitantes das localidades da parte inferior do rio foram retirados de suas casas.
 
Fonte: Veja


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






GIRO MUNDO  |   13/05/2021 19h25

Itaituba - PA
 

GIRO MUNDO  |   12/05/2021 17h00