SAÚDE

Itaituba emite nota de orientação sobre a doença da 'urina preta'
Município ainda não tem registro de casos da doença, mas os órgãos sanitários estão em alerta, informou a Semsa.


Foto: Reprodução

A Prefeitura de Itaituba, através da Secretaria  Municipal de Saúde (Semsa), emitiu, na noite desta segunda-feira (13), uma nota de orientação e alerta sobre a Síndrome da Haff, conhecida popularmente como “doença da urina preta”.

Até o momento, o município não tem registro de casos da doença, garante  a Semsa, que relata também na nota que os órgãos sanitários estão em alerta e as instituições de saúde públicas e privadas de Itaituba, estão sendo orientadas quanto à notificação imediata dos pacientes que apresentarem sintomas da doença. 

Nota da Semsa, assinada pelo Secretário Iamax Prado. (Foto: Reprodução)

Como é rara e pouco estudada, a doença de Haff não possui uma lista fechada de manifestações. A doença é causada pela ingestão de pescado contaminado por uma toxina capaz de causar necrose muscular, ou seja, a degradação dos músculos.

Entre os sintomas estão: dor no peito, falta de ar, sensação de dormência, náusea, tontura, fraqueza e a urina escura, que assemelha a cor do café.

Na cidade vizinha, em Santarém (PA), o mototaxista Genivaldo Cardoso de Azevedo, de 55 anos, morreu com sintomas característicos da síndrome. Segundo amigos, ele teria comido peixe no fim de semana e horas depois começou a sentir os primeiros sintomas. No laudo médico foi atestada a morte como infecção generalizada.

No Trairão, também a um caso suspeito da doença, que está sendo investigada pela Secretaria de Estado da Saúde do Pará (SESPA).

Fonte: Portal Giro


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   14/09/2021 16h10

Itaituba - PA
 




SAÚDE  |   10/09/2021 12h19

Itaituba - PA
 

SAÚDE  |   03/09/2021 17h40

Itaituba - PA