EDUCAÇÃO

Enem reabre inscrições para isentos que não compareceram na prova de 2020
Decisão pode beneficiar 3 milhões de estudantes que não compareceram às provas por medo da Covid-19; prazo para se inscrever termina em 26 de setembro.

Estudantes de baixa renda que tiveram direito a isenção da taxa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) em 2020 mas não conseguiram fazer a prova, já podem se cadastrar para a prova desse ano a partir dessa terça-feira (14), quando as inscrições foram reabertas.

Começando hoje, o prazo acaba no dia 26 de setembro, então caso se encaixe nas regras e queira fazer a edição de 2021 da prova, não perca tempo. As inscrições para o Enem podem ser feitos pela Página do Participante, no site do Inep, mesmo ambiente onde os outros estudantes fazem o cadastro.

Estes inscritos realizarão o exame em 9 e 16 de janeiro de 2022, mesmo dia dos adultos privados de liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL). Para todos os outros participantes, a prova ocorre nos dias 21 e 28 de novembro de 2021 e as inscrições já foram encerradas.

Inscrições para o Enem 2021

As inscrições para o Enem voltadas para alunos que tiveram isenção e faltaram em 2020 foram reabertas após determinação do Supremo Tribunal Federal (STF). O valor da taxa de é de R$ 85 e, pelas regras do primeiro edital, quem teve direito à isenção no Enem 2020, mas faltou à prova, só poderia obter nova gratuidade na edição desse ano se comprovasse o motivo da ausência.

Entre os motivos estão morte na família, emergência médica, acidente de trânsito, assaltos entre outros. No entanto, a Justiça entendeu que a pandemia fez com que as provas de 2020 fossem realizadas sob circunstâncias atípicas, o que causou uma ausência maior de estudantes. Para feito de comparação, 55% dos confirmados faltaram no dia da prova, que teve o menor número de participantes desde 2005.

Por isso, o Inep reabriu as inscrições para os ausentes no Enem 2020. A decisão de colocar em novas datas foi para garantir que a nota pudesse ser usada em programas como o Sistema de Seleção Unificada (Sisu), do Programa Universidade para Todos (ProUni) e do Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

Fonte: Agência Brasil


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



EDUCAÇÃO  |   17/09/2021 10h30

Itaituba - PA
 




EDUCAÇÃO  |   08/09/2021 20h18

Itaituba - PA
 

EDUCAÇÃO  |   10/08/2021 15h01