CULTURA E ARTE

Governador sanciona brega como patrimônio cultural e imaterial do Pará
Solenidade ocorreu na noite desta quarta-feira (15) com vários cantores, produtores, compositores, dançarinos e técnicos do brega.


Helder Barbalho chamou ao palco artistas e demais trabalhadores que consolidam suas carreiras com a música e a dança. (Foto: Agência Pará)

O brega é a partir de agora Patrimônio Cultural e Imaterial do Estado do Pará. O governador Helder Barbalho sancionou a lei que concedeu esse status ao "Ritmo Brega" na noite desta quarta-feira (15) no Teatro da Estação Gasômetro, localizado no Parque da Residência, em Belém. A solenidade contou com vários artistas do ritmo que são conhecidos há décadas dos paraenses.

O governador Helder Barbalho agradeceu a todos os artistas, produtores e técnicos que fizeram do brega paraense um ritmo forte na cultura do Estado. "É um reconhecimento do Estado pelo que fizeram para elevar o Pará. O brega é uma demonstração paraense, hoje a gente abraça o seu ritmo", afirmou.
 

"O brega para nós não é pejorativo, é motivo de orgulho por ser o fruto de cada um de vocês que deixaram as suas agendas para estar aqui. Agradeço a todos vocês que compreenderam as medidas difíceis que tivemos que tomar durante a pandemia, sei que isso fez todos passarem por dificuldades financeiras, mas o importante é que está todo mundo vivo para comemorar esse momento", lembrou o governador.


A vocalista da banda Xeiro Verde, Helen Patrícia, destacou que a lei quebrou de vez as barreiras para o brega. "Queria dizer que estou muito feliz nessa noite especial. Eu nasci no brega e vivencei o brega. Os cantores de brega não eram bem vistos, o brega era só na periferia, com essa lei o brega quebrou barreiras e hoje toca em todas as classes sociais", falou.

Para o compositor Tony Brasil, a lei é uma vitória que os artista alcançaram. "Afinal de contas, essa é nossa luta, é isso que nós fizemos para estar aqui. Esse ritmo tem algo de peculiar, é do conhecimento de muita gente. Temos talentos músicos que não podemos esquecer. Aqui o povo dança de uma forma diferente", disse.

A solenidade foi encerrada com show de vários artistas que levam aos palcos o ritmo brega. (Foto: Agência Pará)

Após a solenidade, houve a apresentação gratuita de artistas do brega. O espetáculo homenageou os artistas já falecidos Frankito Lopes, Rubens Mota, Teddy Max e o Maestro Didi. O Projeto de Lei foi aprovado na Assembleia Legislativa no último dia 24 de agosto.

Também participaram da solenidade a secretária de Estado de Cultura, Ursula Vidal, o presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Pará (Alepa), deputado Chicão (MDB), a proponente do projeto, deputada estadual Ana Cunha (PSDB), a presidente da Comissão de Cultura da Alepa, Marinor Brito.

Fonte: Portal O Liberal


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



CULTURA E ARTE  |   04/12/2021 15h44





CULTURA E ARTE  |   26/11/2021 14h09

Santarém - PA
 

CULTURA E ARTE  |   26/11/2021 12h20

Itaituba - PA