SAÚDE

Pará fecha compra de 1 milhão de doses de CoronaVac com o Butantan
Imunizantes do Instituto Butantan começam a ser entregues a partir de segunda-feira (27). É o primeiro contrato direto assinado pelo instituto com estados.


Foto: Reprodução

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), realizou, nesta quarta-feira (22), a entrega de 2,5 milhões de doses de vacinas contra covid-19, do Instituto Butantan, aos estados do Ceará, Espírito Santo, Pará, Piauí e Mato Grosso. O Pará comprou um milhão de doses, disse o governador Helder Barbalho (MDB). Ele participou de entrevista coletiva à imprensa, em São Paulo. 

Doria disse que a vacina CoronaVac é a mais aplicada no mundo. É usada em 32 países. “É o imunizante que mais salvou vidas em torno do mundo”, disse. O Instituto Butantan entregou 100 milhões de doses para o Ministério da Saúde, para o Plano Nacional de Imunização (PNI). Ele acrescentou que todos os estados brasileiros usaram a vacina produzida pelo Instituto.
 

"Particularmente, devo citar a imunização dos paraenses. Desde o primeiro momento, temos avançado na busca de proteger as pessoas infectadas, garantindo com que o sistema de saúde fosse capaz de assistir à nossa população. Graças à ciência, à pesquisa, a um conjunto de cidadãos que se doam a esta causa, o mundo descobriu a vacina. Está sendo a única alternativa para que possamos os proteger e virar a página deste momento dramático da vida mundial", declarou o governador.


Helder Barbalho disse que é mais um passo na união de esforços em favor da vida dos brasileiros. Ele ressalta que o Pará tem 2,4 milhões de adultos que precisam ser vacinados e ainda não foram.Sabemos que o Brasil deve ser liderado no campo da saúde pelo Ministério da Saúde, através do PNI, e nós, governadores, dialogamos ao longo esse período para somar esforços que permitissem a chegada na ponta dos benefícios de saúde. 

O governador do Pará reconheceu a liderança do Ministério da Saúde no plano nacional de imunização. Porém, disse ter sido necessário que os governadores assumissem a decisão política e administrativa de não aguardar o Governo Federal e a iniciativa privada.

"Ressalto isto porque hoje estamos em um dia histórico, em que o Governo do Pará faz a aquisição direta de vacina para ampliar e acelerar a imunização da nossa população Esta é a palavra: soma. Para imunizar o maior número de paraenses e proteger a nossa população e salvando vidas, festejo a parceria com o governo de São Paulo, o Butatã e a ciência, somando à parceria do Ministério da Saúde", concluiu Helder.

Fonte: O Liberal


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   23/08/2021 15h05

Belém - PA
 




SAÚDE  |   20/08/2021 15h04

Belém - PA
 

SAÚDE  |   05/08/2021 16h46

Belém - PA