POLICIAL

Mulher é presa por participação na morte do amante em Novo Progresso; Outro amante está foragido
Segundo a polícia, mulher é casada e tinha dois amante, um deles era o jovem radialista que foi assassinado na semana passada.




Vera Silva, acusada de matar Lucas Silva, em Novo Progresso. (foto: redes sociais)

Os acusados de assassinar o jovem Lucas Silva, de 24 anos, que já atuou como radialista em Novo Progresso, foram identificados. Segundo informações repassadas pela polícia, Vera Silva, que teria um relacionamento com o jovem, e Moisés Victor Gonzaga dos Santos, que também era amante de Vera, foram os autores do crime.

Moisés Victor Gonzaga dos Santos é considerado foragido. (Foto: Redes sociais)

O crime teria sido motivado pelo fato de Lucas estar ameaçando contar para o esposo de Vera sobre seus envolvimentos. As ameaças foram realizadas porque o jovem estaria inconformado com a intenção de Vera em terminar o relacionamento para ficar somente com o outro amante, Moisés. Em vista disso, segundo a polícia, ambos tinham a vontade de que Lucas morresse.

O envolvimento de Vera com o crime, e a relação que tinha com Lucas, foi descoberta por meio de investigações, em seguida, os policias foram até a residência de Vera e constataram cortes de faca em sua mão e bolhas de queimaduras na perna, fato que causou desconfiança devido insconsistências nas justificativas apresentadas pela suspeita.
 

"Houve a investigação e chegou-se até ela. Ela apresentava cortes de faca na mão em três locais, e algumas queimaduras na perna. Quando foi questionada sobre os cortes, ela disse que caiu no momento em que estava cortando coco e o facão acabou caindo por cima e cortou a mão. Então ela foi novamente questionada sobre o fato de ter três cortes, foi aí que disse não saber como tinha sido e começou entrar em contradição", disse a polícia.


Devido a desconfiança, Vera foi convidada a comparecer na delegacia, lá ela confessou o crime. Posteriormente, na tentativa de atrapalhar as investigações, a mulher levou os policiais em um local onde o corpo não estava, algo que foi logo constatado pelos investigadores. Somente na sequência a mulher revelou o verdadeiro local onde o corpo havia sido deixado.

Ainda de acordo com a polícia, em seu depoimento, Vera afirmou que Lucas foi levado a força até o local do crime, onde Moisés já estaria aguardando a chegada do mesmo. Nas análises feitas no carro utilizado para o transporte, não foram encontradas incidências do crime, algo que sustentaria a informação.
 
O Assassinato

Lucas Silva, jovem de 24 anos assassinado em Novo Progresso. (Foto: Reprodução)

Lucas foi assassinado e seu corpo queimado. O corpo só foi encontrado na tarde da última terça-feira (4), cerca de 4 dias depois do crime, na vicinal comajal, cerca de 10 km da sede do município de Novo Progresso.​

A mulher foi presa e Moisés é considerado foragido, apesar de ter dito que iria se entregar. Segundo informações de populares, o mesmo pode ter fugido para alguma área garimpeira de Itaituba.

O esposo de Vera não foi considerado nas investigações, visto que foi comprovado que no dia e horário do crime estaria em viagem à trabalho.

Desaparecimento do jovem

Lucas Silva, de 24 anos, que estava desaparecido em Novo Progresso. (Foto: Reprodução)

Lucas Silva, que é  natural de Itaguatins (SP), estava desaparecido desde a última sexta-feira (31) e, na segunda-feira (3), seus familares chegaram de viagem e perceberam sua ausência, então foram atá a delegacia para denunciar seu desaparecimento. Os familiares destacaram que não era de costume o jovem sumir por tanto tempo e ficar sem contato com a família fato que impulsionou a polícia a investigar o caso.

Fonte: Portal Giro





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM