DENÚNCIA

Professores de instituição de nível superior de Itaituba denunciam falta de pagamento de salários
"Eles não pagam, sabe o que eles fazem? Eles pegam e investem nos outros polos que eles têm em outra cidade e deixam a gente aqui a míngua", disse uma informante.


(Foto: Reprodução)

Funcionários da Faculdade do Tapajós, que atua oferecendo ensino superior em Itaituba, procuraram a redação do Giro para reclamar por falta de pagamento dos funcionários. Segundo informações, os professores estariam cerca de 6 (seis) meses sem receber pagamento.

Conforme um professora que ministrou aula na instuição desde 2018, a faculdade em questão seria "uma quadrilha". Além do mais, quando a mesma teria entrado na faculdade e questionou sobre a falta de pagamento eles teriam alegado que tinha passado um gestor e esse gestor tinha deixado um rombo na instituição e que estavam lutando reerguer.
 

"Sempre atrasaram os salários alegando que a faculdade estava passando por dificuldades financeira. Tudo mentira! Pois acabei descobrindo com o passar de tempo na instituição eu trabalhando lá e os comentários, todo mundo vendo, a FAT é só um polo, a matriz fica em são luiz. O que eles fazem? Eles vêm aqui usam a gente, colocam a gente para trabalhar o semestre todo, ministrar aula", disse ela.


De acordo coma informante, não haveria motivos para os atrasos, porque "o número de inadimplência dos alunos é baixíssimo, então eles não podem alegar que os alunos não estão pagando e, devido a isso, não nos pagam, pois isso não é verdade, porque os alunos pagam", afirmou.

Ainda de acordo com a docente, a faculdade tem um polo em Jacareacanga, onde atuam os mesmos professores, os quais se deslocam para a cidade em perídos de férias, e os alunos indígenas pagam regularmente, totalizando cerca de 32 mil apenas desses educandos, ainda assim a instituição não paga o salário dos educadores.
 

"Eles não pagam, sabe o que eles fazem? Eles pegam e investem nos outros polos que eles têm em outra cidade e deixam a gente aqui a míngua, porque acham que, pelo fato de a gente ser do interior, a gente é sem instrução", destacou.

 

"E isso vem se estendendo, eles atrasavam mas pagavam, agora esse semestre agora estou sem receber um salário sequer e a maioria dos professores estão em receber, diversas mensagens que mando para o financeiro e eles dizem que não tem previsão que não tem dinheiro", continuou.


Além disso, a informante revelou que as aulas realizadas em Jacareacanga são todas irregulares.

Fonte: Portal Giro


Fale conosco ou participe do nosso grupo do WhatsApp




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



DENÚNCIA  |   08/06/2022 11h54

Itaituba - PA
 




DENÚNCIA  |   11/05/2022 16h35

Itaituba - PA
 

DENÚNCIA  |   04/04/2022 18h34

Itaituba - PA